Wi-Fi nas redes públicas no Brasil: saiba onde estão

Conheça as cidades brasileiras que oferecem serviço gratuito de Wi-Fi nas redes públicas, como em ruas e praças.

21/12/2018 às 17:00

Acima de tudo, Wi-Fi é uma coisa ótima. Principalmente se a Wi-Fi é pública e grátis. Como por exemplo, nas ruas e praças da sua cidade. Afinal, sabemos como é importante economizar no plano de dados. Nesse aspecto, como estamos aqui no Brasil? Quer conhecer as Wi-Fi nas redes públicas do país? Então, prepare-se! Mostramos todas aqui no Vivo Tech!

São Paulo tem 120 praças

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que no Brasil, se observa um crescimento de Wi-Fi nas redes públicas. E São Paulo, como maior cidade do país, certamente está em primeiro lugar nessa oferta.

A capital paulista aposta muito em Wi-Fi. Inclusive, de acordo com a Prefeitura, existe um projeto com o objetivo de ampliar o número de pontos nas redes públicas da cidade. Portanto, subindo das atuais 120 praças para 531.

Wi-Fi nas redes públicas no Brasil: saiba onde estão.

Parque da Luz é um dos pontos com Wi-Fi pública na capital paulista.

Então, você consegue encontrar praças com Wi-Fi grátis nos seguintes bairros paulistas:

  • Água Rasa
  • Alto de Pinheiros
  • Anhanguera
  • Aricanduva
  • Artur Alvim
  • Barra Funda
  • Bela Vista
  • Belém
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Brasilândia
  • Butantã
  • Cachoeirinha
  • Cambuci
  • Campo Belo
  • Campo Grande
  • Campo Limpo
  • Cangaíba
  • Capão Redondo
  • Carrão
  • Casa Verde
  • Cidade Ademar
  • Cidade Dutra
  • Cidade Líder
  • Cidade Tiradentes
  • Consolação
  • Cursino
  • Ermelino Matarazzo
  • Freguesia do Ó
  • Grajaú
  • Guaianases
  • Iguatemi
  • Ipiranga
  • Itaim Bibi
  • Itaim Paulista
  • Itaquera
  • Jabaquara
  • Jaçanã
  • Jaguaré
  • Jaraguá
  • Jardim Ângela
  • Jardim Helena
  • Jardim Paulista
  • Jardim São Luís
  • José Bonifácio
  • Lajeado
  • Lapa
  • Liberdade
  • Limão
  • Mandaqui
  • Marsilac
  • Moema
  • Mooca
  • Morumbi
  • Parelheiros
  • Pari
  • Parque do Carmo
  • Pedreira
  • Penha
  • Perdizes
  • Perus
  • Pinheiros
  • Pirituba
  • Ponte Rasa
  • Raposo Tavares
  • República
  • Rio Pequeno
  • Sacomã
  • Santa Cecília
  • Santana
  • São Domingos
  • São Lucas
  • São Mateus
  • São Miguel
  • São Rafael
  • Sapopemba
  • Saúde
  • Socorro
  • Tremembé
  • Tucuruvi
  • Vila Andrade
  • Vila Curuçá
  • Vila Formosa
  • Vila Guilherme
  • Vila Jacuí
  • Vila Leopoldina
  • Vila Maria
  • Vila Mariana
  • Vila Matilde
  • Vila Medeiros
  • Vila Prudente
  • Vila Sônia

Segurança

Eventualmente, alguns bairros têm mais de uma praça com Wi-Fi público. De acordo com a Prefeitura, os nomes de cada uma estão neste documento. Esses 120 pontos são geridos pela própria municipalidade. Enquanto a expansão ficará a cargo da iniciativa privada em parcerias com a Prefeitura.

Porém, antes de sair por aí se conectando a uma rede de Wi-Fi pública, saiba como proteger seus dados e navegar em segurança. Ou seja, evite que suas informações seja roubadas!

Belo Horizonte Digital

Semelhantemente a São Paulo, o  programa BH Digital oferece aos cidadãos da capital mineira Wi-Fi nas redes públicas. Atualmente são 18 pontos em praças e parques, 17 em locais públicos, 17 em vilas e comunidades.

Confira a lista de praças e parques com Wi-Fi gratuito e público na capital de Minas Gerais:

  • Mirante Mangabeiras
  • Parque da Savassi
  • Parque das Mangabeiras
  • Parque Ecológico da Pampulha
  • Parque JK
  • Parque Municipal
  • Parque Santa Sofia, junto à Academia da Cidade
  • Parque Serra do Curral
  • Praça da Bandeira
  • Praça da Estação
  • Praça da Liberdade
  • Praça da Saúde
  • Praça Dino Barbieri
  • Praça do Papa
  • Praça Duque de Caxias
  • Praça Floriano Peixoto
  • Praça Raul Soares
  • Praça Rui Barbosa
  • Praça Sete
Wi-Fi nas redes públicas no Brasil.

Wi-Fi pública está disponível no Parque das Mangabeiras, em BH.

Locais públicos de BH

Os locais públicos são esses abaixo. Assim, se você morar ou for passear por lá, saberá onde procurar Wi-Fi pública!

  • Arquivo Público – Rua Itambé, nº 227 – Floresta;
  • BH Resolve – Avenida Santos Dumont, nº 363 – Centro;
  • Casa do Baile – Avenida Otacílio Negrão de Lima, nº 751- Pampulha;
  • Centro de Apoio Comunitário Alto Vera Cruz – Rua Padre Júlio Maria, 1550 – Alto Vera Cruz;
  • Centro de Cultura de Belo Horizonte – Rua da Bahia, nº 1.149 – Centro;
  • Centro de Recondicionamento de Computadores – CRC – Rua José Clemente Pereira, nº440 – Ipiranga;
  • Centro de Referência Audiovisual – CRAV – Rua Álvares Cabral, 560 – Centro;
  • Condec – Rua dos Goitacazes, nº 1752 – Centro;
  • Expominas – Avenida Amazonas, nº 6030 – Gameleira;
  • Fundação Municipal de Cultura – Rua Sapucaí, 571 – Floresta;
  • Guarda Municipal BH – Avenida dos Andradas, nº 881 – Santa Efigênia;
  • Museu de Arte da Pampulha – Avenida Otacílio Negrão de Lima, nº 16.585 – Pampulha;
  • Museu Histórico Abílio Barreto;
  • Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena 1537 – Centro;
  • Rodoviária – Praça Rio Branco, nº 100 – Centro;
  • Sede BHTRANS – Avenida Engenheiro Carlos Gourlart, nº 900 – Buritis;
  • Zoológico/Aquário – Avenida Otacílio Negrão de Lima, 8000 – Bandeirantes.

Em seguida, veja as vilas e comunidades que oferecem o serviço:

  • Alto Vera Cruz
  • Morro do Papagaio
  • Vila Aeroporto
  • Vila Apolônia
  • Vila Havaí
  • Vila Ipiranga
  • Vila Itamarati
  • Vila Jaqueline
  • Vila Jardim Felicidade
  • Vila Jardim Leblon
  • Vila Laranjeiras
  • Vila Ouro Preto
  • Vila São Tomaz
  • Vila Taquaril
  • Vila Vera Cruz
  • Vila Zilah Sposito

Curitiba oferece Wi-Fi em parques e escolas

Igualmente a São Paulo e Belo Horizonte, a capital do Paraná também possui um programa de Wi-Fi pública. Lá a iniciativa se chama Wi-Fi Curitiba, onde o foco é, principalmente, oferecer Wi-Fi gratuita em parques e escolas da cidade. Então, confira a distribuição dos pontos no mapa abaixo:

Wi-Fi nas redes públicas no Brasil.

No mapa, os parques estão marcados em verde e as escolas, em lilás

A lista completa com os endereços dos locais você consegue acessar aqui.

Os locais em Porto Alegre

Na capital mais ao Sul do Brasil, a Prefeitura oferece o programa Porto Alegre Livre. Semelhantemente as demais ações no país, o programa disponibiliza redes de Wi-Fi públicas em praças, largos e prédios de vários órgãos governamentais. Além disso, algumas empresas abriram suas redes para a comunidade.

Então, veja os locais públicos com Wi-Fi que você pode aproveitar:

  • Casa do Gaúcho – Parque da Harmonia;
  • Estação Aeroporto da Trensurb – Anchieta;
  • Largo Glênio Peres – Centro Histórico;
  • Largo Zumbi dos Palmares – Cidade Baixa;
  • Mercado Público Central – Centro Histórico;
  • Parque Farroupilha – Bom Fim;
  • Parque Marechal Mascarenhas de Morais – Humaitá;
  • Parque Marinha do Brasil – Praia de Belas;
  • Parque Moinhos de Vento;
  • Pista de Skate IAPI – Higienópolis;
  • Praça da Alfândega – Centro Histórico;
  • Praça Esplanada da Restinga – Restinga;
  • Terminal Praça Parobé – Centro Histórico;
  • Theatro São Pedro – Centro Histórico;
  • Usina do Gasômetro – Centro Histórico.
Em resumo, onde estão as Wi-Fi nas redes públicas do Brasil.

O popular Parque Marinha, de Porto Alegre, tem Wi-Fi pública.

Portanto, se você morar ou for passear por lá, saberá onde procurar uma Wi-Fi pública! Além disso, não deixe de conferir os demais pontos espalhados pela cidade.

Recife, muito conectada

Similarmente a São Paulo, Recife é uma das mais conectadas capitais brasileiras. Sua Wi-Fi nas redes públicas, mantida pelo município, é muito robusta. Ou seja, tanto quanto a de São Paulo. São 16 pontos na região Norte da cidade, seis na Oeste, nove na Sudoeste. Além disso, há 31 no Centro, 27 na região Noroeste e 31 na região Sul da cidade.

Depois, você pode saber onde fica cada ponto exatamente e acessar um mapa nesta página da Prefeitura do Recife. Finalmente, é só escolher onde quer se conectar!

147 pontos em Florianópolis

Segundo a Prefeitura da capital catarinense, o projeto de implantação Wi-Fi nas redes públicas da cidade atingirá 147 localidades. Como por exemplo, a avenida Beira-Mar Norte, o Largo da Alfândega, o Mercado Público e o Parque de Coqueiros.

Assim também estará disponível em pontos turísticos como as praias de Jurerê Internacional e Canasvieiras, além disso, nas Unidades de Pronto Atendimento do Norte e Sul da ilha.  De acordo com a estimativa da Prefeitura, tudo deverá estar implantado até julho de 2019. Inclusive, o projeto é realizado em parceria com uma empresa privada.

Ônibus no Rio de Janeiro

A novidade no Rio é o Wi-Fi gratuito em ônibus. Na renovação da frota, que vai até 2020, a cidade ganhará 150 ônibus. De acordo com a Prefeitura, os veículos terão Wi-Fi pública e gratuita, bem como carregadores de celular em todas as poltronas.

Outras cidades com Wi-Fi pública

Além das cidades já citadas, existem mais capitais brasileiras com programas municipais de oferta de Wi-Fi nas redes públicas. Como por exemplo, Fortaleza, Campo Grande e Vitória.

Em contra partida, várias capitais do Brasil ainda não têm nenhum programa ativo de Wi-Fi pública. Embora,  iniciativas do gênero existam em municípios menores, como por exemplo, Barueri, em São Paulo.

No entanto, ter acesso a internet pública não significa somente usar redes oferecidas por órgãos governamentais. Sob o mesmo ponto de vista, todas as redes de estabelecimentos comerciais também são úteis e, portanto, compõem o quadro de conexão pública de uma cidade. Até porque esses sinais de Wi-Fi têm alcance de até 100 metros e, por tal motivo, podem ser acessados de vias públicas.

Então, a partir dessa ótica, com conjunto de redes (governamentais + privadas), veja o ranking de cidade brasileiras mais conectadas:

  1. Recife
  2. Campinas
  3. Fortaleza
  4. Curitiba
  5. Salvador

Em resumo, o grau de conectividade de uma cidade também é medido pelo número de redes ativas, funcionando  e que, portanto, estão à disposição da população.

Instabridge, uma mão na roda

Diante disso, como acessar as redes públicas geradas por empresas privadas? Certamente, a melhor maneira é usar o Instabridge, um app criado na Alemanha. Ele é confiável e preciso. Além disso, o conecta automaticamente a uma rede Wi-Fi que estiver no alcance de seu celular.

Então, Wi-Fi nas redes públicas no Brasil.

O Instabridge auxilia muito a usar redes Wi-Fi públicas.

Assim sendo, por conhecer a senha das redes, o Instabridge faz a conexão automaticamente, muitas vezes, sem você nem notar. Por isso, vale a pena experimentar para ficar mais tempo conectado. Então não perca tempo, baixe e instale o app. Ele está disponível nas versões para Android e iOS.

Wi-Fi nas redes públicas, serviço essencial

Apesar de ter limitações, a oferta de Wi-Fi no país é boa. Mesmo assim, o fato é que precisamos crescer ainda mais. Afinal, Wi-Fi grátis, aberta a todos, passou a ser um serviço fundamental na era da transformação digital.

Por outro lado, recentemente, o Google instalou Wi-Fi grátis em 400 estações de trem na Índia. O serviço já conta com oito milhões de usuários mensalmente. De acordo com a gigante da internet, a iniciativa já se expandiu para Indonésia,  México e deve avançar para mais países.

Além disso, a União Europeia também lançou um projeto para oferecer Wi-Fi grátis.  Conforme eles, a iniciativa deverá atingir até 8 mil comunidades nos próximos dois anos. Entretanto, você sabe o local onde as pessoas estão mais conectadas no mundo? Se não, então, vale a pena conhecer a Estônia, o país mais digital do mundo.  Certamente, você irá se surpreender!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
internettendências
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email