WhatsApp clonado: saiba o que fazer para proteger a sua conta

Saiba o que fazer caso a sua conta do WhatsApp tenha sido clonada! Aproveite para descobrir também como evitar esse tipo de problema!

13/08/2018 às 9:00

Por ser muito usado em todo o mundo, o WhatsApp tornou-se um alvo frequente de golpes. Recentemente, o misterioso perfil Momo deu o que falar e levantou muitas dúvidas em relação à segurança e à vulnerabilidade do app.

Para se ter uma ideia, o número de contas clonadas, por exemplo, tem crescido nos últimos tempos. Funciona assim: o hacker consegue acesso ao perfil e pode usar todas as informações ali disponíveis.

Como para fazer o cadastro não é necessário incluir nome de usuário e senha (apenas inserir o código recebido via SMS), as chances de burlar essa dinâmica são reais. O criminoso consegue invadir a sua conta ao interceptar tal código ou então ter acesso ao seu chip, que é onde ficam armazenadas as informações.

Isso pode ser extremamente perigoso, pois dados sigilosos e fotos circulam pelo app todos os dias. Aliás, ele consegue ver seus dados e mensagens em tempo real.

Daí a importância de tomar algumas providências caso isso aconteça com o seu número. Aliás, no dia a dia também é interessante adotar algumas medidas que evitam a clonagem e garantem a segurança no uso da plataforma. Nós apresentamos todas agora! Assim, você tira a sua conta de qualquer alvo e ainda pode dar muitas dicas para proteger seus amigos.

WhatsApp clonado, o que fazer?

Não se desespere! Temos as dicas para evitar que o seu WhatsApp seja clonado!

WhatsApp clonado: como perceber?

Não dá para usar o mesmo número de celular em dois aparelhos diferentes. Se alguém tentar usar a sua conta em outro celular, você receberá uma mensagem poucos segundos depois. O aviso diz que será necessário autenticar o seu aparelho novamente. Toque em “confirmar” e pronto! Assim, a outra pessoa que estava tentando usar a sua conta perde o acesso imediatamente.

Outra possível – e mais frequente – forma de clonar a conta e usar os dados é o WhatsApp Web. Para evitar o problema, é essencial ficar de olho quem está conectado à sua conta. Aliás, é um procedimento muito simples. Vá em “ajustes” (iOS) ou “configurações” (Android).

Em seguida, toque em “WhatsApp Web/Desktop”. Assim, você consegue ver todos os computadores que estão ativos na sua conta. Para evitar o problema, clique em “sair de todos os computadores”.

WhatsApp clonado, o que fazer?

Veja como sair de todos os computadores do WhatsApp Web.

Ao notar movimentações estranhas no seu WhatsApp, uma boa saída é desinstalar o app do seu smartphone. Em aparelhos Android, siga o caminho:  Configurar > Apps > WhatsApp > Desinstalar. Já nos celulares com sistema iOS, segure o botão de “iniciar” por alguns segundos. Seus aplicativos começarão a tremer e ganharão um “X” preto. Para desinstalar, toque sobre o símbolo que apareceu em cima do ícone do WhatsApp. Pronto!

Depois, basta instalar de novo seguindo todas as indicações de segurança!

Se o celular for roubado

Há uma chance grande de o criminoso usar seus dados que estão no celular caso o aparelho seja roubado. Afinal, ele precisa do chip para começar a usar. Por isso, é essencial seguir todas as medidas de segurança para evitar esse tipo de problema.

Em seu site oficial, o WhatsApp tem um guia com medidas para serem tomadas caso isso aconteça. O usuário precisa enviar um e-mail para support@whatsapp.com com a frase “Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta”. A mensagem deve ir tanto no assunto quanto no corpo do e-mail. Já o número de telefone precisa estar no seguinte formato: +55 XX YYYYYYYYY (escreva +55 no começo, depois inclua os dois dígitos do DDD, e em seguida o seu número).

Em alguns casos, a plataforma também permite que você recupere as mensagens de sua conta assim que tiver outro aparelho.

A conta pode ser reativada em até 30 dias. Após esse prazo, poderá ser excluída definitivamente. Enquanto isso, os seus contatos continuarão vendo seu perfil normalmente. E todas as mensagens recebidas durante esse período ficarão pendentes por um mês. Elas aparecerão para você assim que a conta for reativada.

Ative a verificação em duas etapas

A verificação em duas etapas é um novo artifício do WhatsApp para evitar qualquer tipo de clonagem. Você pode ativá-la indo ao menu “configurações” (Android) ou “ajustes” (iOS). Em seguida, toque em “conta” e, depois, em “verificação em duas etapas”. Finalize o processo tocando em “ativar”.

O app pede para você digitar um PIN, que será solicitado sempre que o número de telefone for registrado no WhatsApp.

WhatsApp clonado, o que fazer?

Veja o passo a passo para fazer a verificação em duas etapas. .

Ou seja, ao fazer esse procedimento, será necessário incluir o PIN toda vez que precisar conectar a sua conta a um novo aparelho. Caso esqueça a sequência, é possível solicitar o envio dos dados pelo e-mail cadastrado.

Apague informações sigilosas e proteja-se

Evite sempre compartilhar dados sigilosos pelo WhatsApp, como número e senha de contas no banco, fotos do cartão de crédito e códigos de segurança, entre outros. Caso já tenha feito por alguma necessidade, a melhor medida para evitar problemas é limpar o histórico dessas conversas mais sigilosas.

Aliás, o processo é bem simples. Abra a conversa em questão. Toque sobre o nome do seu contato. Em seguida, toque em “Limpar conversa” e, depois, confirme a ação.

WhatsApp clonado, o que fazer?

Apague o histórico das suas conversas que contenham dados sigilosos.

Essas dicas são importantes para proteger a sua conta, mesmo que você não tenha notado nada de estranho. Então, que tal colocar algumas delas em prática agora?

E já que estamos falando de WhatsApp, aproveite para ler a reportagem sobre uma versão não-oficial do app: o GBWhatsApp!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
Redes SociaisWhatsapp
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email