Waymo One: Google testa táxis autônomos nos EUA

Há 10 anos o Google começou a testar carros autônomos. Em dezembro, lançou oficialmente o Waymo One, um serviço de táxis sem motorista.

26/02/2019 às 14:00

Carros autônomos, que não precisam de um motorista humano, são presença constante em filmes que abordam cenários do futuro. Isso porque veículos inteligentes, voadores ou não, sempre estiveram entre os sonhos da humanidade. É claro que uma das empresas mais inovadoras do nosso tempo não ficaria sem ter o seu projeto, certo? Por isso, em 2009, o “Google self-driving car project” realizou suas primeiras experiências com carro sem motorista em São Francisco, nos Estados Unidos.

Hoje, uma década depois, a Waymo – antes conhecida como “Google self-driving car project” – já testa modalidades do transporte do futuro em mais de vinte cidades. O Waymo One, por exemplo, é o serviço de táxis sem motorista. Ele é experimentado em Phoenix (Arizona) desde abril de 2017. Os testes foram bem-sucedidos e, no último dezembro, o serviço teve seu lançamento oficial. Vamos saber mais sobre essa iniciativa e a tecnologia que a envolve? Então, continue a leitura!

Waymo é o carro autônomo do Google.

Waymo é o carro autônomo do Google.

Waymo: Alphabet e o transporte do futuro

Em 2015, o grupo dos negócios do Google passou a se chamar Alphabet e o Google tornou-se uma das várias empresas desse grupo. Portanto, a Waymo, criada para projetar carros que rodem sem motorista, é outra dessas empresas. Sua inspiração, em 2008, veio de uma sugestão do engenheiro Sebastian Thron aos executivos da empresa. E assim, em 2009, houve os primeiros testes da tecnologia de carros autônomos com um Toyota Prius.

Três anos depois, essas experiências foram expandidas com um Lexus RX 450h. Em 2014, um vídeo mostrava os avanços na tecnologia, com um Lexus rodando na Califórnia. O carro já reconhecia sinais de ciclistas e conseguia tomar decisões acertadas em cruzamentos perigosos, por exemplo.

 Waymo testa carro sem motorista.

Waymo: Lexus foi o segundo modelo de automóvel a ser usado nos testes da tecnologia.

Na ocasião, a companhia anunciou que o carro sem motorista já havia percorrido milhares de quilômetros na cidade de Mountain View. E com total segurança, item de importância crucial para que a tecnologia se popularize. Além de usar o Prius e o Lexus, o Google também buscava criar o seu veículo. Assim, no final do mesmo ano, foi mostrada ao público a versão oficial do protótipo do carro autônomo do Google. Atualmente, minivans Pacifica, da Chrysler, integram a frota.

Waymo desenvolve protótipos para carro inteligente que não precisa de motorista.

Os protótipos de carros autônomos desenvolvidos pelo Google: o modelo final é o da esquerda.

Há dez anos a tecnologia dos carros sem motorista vem sendo objeto de muito estudo, pesquisa e desenvolvimento dentro do Google. Atualmente, as frotas estão concentradas em Austin (Texas), Mountain View (Califórnia), Detroit (Michigan) e Kirkland (Washington), além da já citada Phoenix. Assim, esses veículos e sua tecnologia enfrentam as mais diversas regiões e situações de tráfego e trânsito, em rodovias e também dentro das cidades.

Waymo One: o táxi que dispensa motorista

Em dezembro do ano passado, os 400 integrantes do grupo exclusivo Early Riders puderam começar a utilizar o serviço de táxi sem motorista da Alphabet. Inicialmente, o Waymo One está disponível em alguns lugares em Phoenix. Esses Early Riders já vinham usando, desde abril de 2017, os carros autônomos do Google. Eram trajetos comuns como ir ao trabalho ou escola. Então, algumas dessas pessoas migraram para o Waymo One. Isto é, continuaram a utilizar as minivans Pacifica da Chrysler mas, agora, pagando pelas corridas.

A partir de um app, como se faz com o Uber ou o Cabify, por exemplo, os Early Riders informam o ponto de origem e o destino, procurando um táxi sem motorista para o transporte. E, conforme as informações do Waymo, com a tecnologia de direção autônoma, o veículo faz todo o trabalho. Ou seja, isso é diferente das tecnologias de direção assistida, como um sistema de ajuda para estacionar, alarmes de proximidade, etc. A Alphabet trabalha com o conceito do veículo totalmente autônomo.

Waymo One é um serviço de carro autônomo pedido por aplicativo.

Waymo One: serviço de táxi sem motorista que funciona por meio de um aplicativo.

Como funciona a tecnologia da Waymo?

Os carros utilizam sensores e software para detectar outros usuários das rodovias, como ciclistas, pedestres e motoristas. Também identificam objetos, como outros veículos e sinais de trabalho nas rodovias. Isto é, a tecnologia prevê os movimentos de tudo que está à volta do veículo com base em sua velocidade e trajetória. E por reconhecer e entender diferentes circunstâncias, consegue guiar.

De acordo com a Waymo, o alcance dos sistemas de visão e radar equivale a três campos de futebol em todas as direções. Cabe destacar que, nesses testes iniciais, há um técnico humano a posto para assumir a direção no caso de algum problema – o que, segundo a Alphabet, não aconteceu até agora.

A tecnologia dos carros autônomos já foi testada em mais de 10 milhões de milhas – equivalente a mais de 700 anos de experiência humana em direção. E também registra mais de 7 bilhões de milhas em simulações virtuais. A Waymo aproveita as diferentes condições climáticas e de rodagem para expor os carros autônomos a diversas situações. Da neve à ventania, em estradas ou ruas, os carros enfrentam diversos tipos de tráfego.

O objetivo é aperfeiçoar continuamente a tecnologia, prestar um serviço mais satisfatório. E com isso, oferecer sempre uma experiência de sucesso aos clientes. John Krafcik, CEO da Waymo, disse que, como a tecnologia autônoma é nova para muitos, tudo é feito com cautela e foco no conforto e na segurança do passageiro.

Waymo e o futuro

Não há informações específicas sobre prazos de expansão dos serviços ou sua chegada em outros países. Mas é certo que o objetivo da Alphabet – e do Google – é continuar avançando com a tecnologia. Como se pode ler no site da Waymo, o serviço de transportes vai se ampliar a partir de Phoenix. Além disso, a tecnologia já vem sendo testada também em caminhões autônomos.

Waymo também investe em veículos inteligentes de maior porte, como caminhões.

Waymo também já está testando caminhões autônomos com este. À direita na foto, uma minivan Pacifica Chrysler.

“Com o Waymo no banco do motorista, podemos começar a reimaginar muitos tipos diferentes de transporte, de passeios e logística ao transporte público e veículos pessoais. Quando os veículos totalmente autônomos se tornarem parte da nossa rotina diária, estaremos mais perto do objetivo de tornar o transporte mais seguro e fácil para todos.” É o que diz a Waymo, em seu site, sobre o que virá a seguir.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo e continue querendo saber mais sobre o transporte do futuro. O Uber, por exemplo, já anunciou que está trabalhando em um carro voador. Você já imaginou?

Aproveite agora e não deixe de ler também sobre os carros por assinatura. Portanto, continue acompanhando nosso blog para ter sempre novidades relevantes para o seu dia a dia. Afinal, estar bem informado é importante.

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email