Viciado em celular? Veja se você está nessa

Veja aqui quais são os sinais de uma pessoa viciada em internet e qual a melhor maneira para mudar esse comportamento.

07/11/2018 às 14:00

Se o mundo já está viciado em celular, o Brasil é um dos grandes responsáveis. No país, são 139 milhões de usuários de internet, o quarto maior volume do mundo. Estamos atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia. Segundo relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).

O acesso facilitado e a democratização da internet não é algo ruim. Mas, o fato de estar sempre conectado já preocupa especialistas. Apesar de não ter números oficiais sobre o tema. É fato que o uso excessivo da internet ou das redes sociais pode causar dependência. Ainda mais com o uso contante dos smartphones. Afinal, todo o acesso está na palma da mão.

O uso excessivo das redes sociais

Viciado em celular? Descubra se é o seu caso.

Quem é viciado em celular não vê problema em trocar uma conversa para chegar as redes sociais.

Elas são irresistíveis, nós sabemos. Um post nos fisga e de repente já estamos mergulhados em um conteúdo sem fim, que inclui distração, diversão e muito stalking. Complicado saber se você está exagerando nessa, já que se tornou muito comum.

Especialistas dividem o uso do celular em “Consciente”, quando o mundo virtual não atrapalha a vida real. “Abusivo”, quando atividades online substituem as offline. E “Abusivo dependente”, quando o virtual atrapalha o real e se perde o controle.

Quando a gente posta, grande parte do conteúdo é autorreferente, ou seja, destinado a falar de nós mesmos. Pode reparar!

O que é bem diferente de uma conversa ao vivo, quando falamos de nós, mas precisamos ouvir o outro também. E não apenas isso. Em uma conversa no mundo real, a interação é mais dinâmica. O outro pode interferir ativamente na conversa. Porém, nas redes sociais apenas falamos (no caso postamos) sobre o que queremos. E o outro pouco interfere nessa decisão.

Portanto, quanto mais nos expomos online, menos precisamos aparecer pessoalmente. E para os especialistas, é aí que está a explicação do porque temos tendência a usar excessivamente as redes sociais.

Você é viciado em celular?

Viciado em celular? Descubra se é o seu caso.

Quem é viciado em celular não vê hora, nem lugar.

Para saber se você está viciado em celular, e se o uso deixou de ser saudável, é preciso analisar alguns critérios.

O primeiro deles é entender se o celular se tornou um refúgio para trazer sensação de prazer ou segurança, em um caso de desilusão amorosa, por exemplo.

Outra maneira de medir o exagero é avaliar as atividades feitas na companhia do celular. Se você não consegue nem percorrer um trecho a outro dentro de casa sem levar o aparelho, é hora de tentar mudar!

Viciado em celular? Descubra se é o seu caso.

Você também precisa ficar de olho se deixar de frequentar lugares simplesmente porque ficará desconectado. E no caso de ir, se sentir mal, inclusive fisicamente, esse é outro sinal.

Deixar de interagir com as pessoas para ficar apenas no celular, seja em um evento, festa ou encontro familiar, é outro fator crucial para determinar se você é viciado ou não. Veja nesta matéria maneiras de controlar as horas gastas no seu celular.

Fatores físicos também estão entre os efeitos causados pelo excesso do uso de celular. Passar muito tempo olhando fixamente para aparelhos digitais pode causa problemas oculares complexos, como visão desfocada e secura ocular.

Além disso, esse tempo passado diante de telas pode resultar em dores de cabeça, fadiga e dificuldades para dormir. Uma vez que os celulares nos acompanham até a cama.

Viciado em celular? Descubra se é o seu caso.

O que fazer para se livrar do vício no celular?

Como se livrar do vício do celular

Todos esses problemas afetam não apenas a vida social e familiar, mas também a profissional. Afinal, quantas vezes você já se pegou conferindo e-mails do trabalho apenas porque está com o celular nas mãos?

Apesar dos smartphones já terem se tornado indispensáveis há algum tempo, e ser completamente impossível vivermos longe dele, uma conversa olho no olho continua algo muito boa. O que é essencial em uma conversa normal.

Se durante uma conversa, você sente vontade de desviar os olhos para seu telefone, então repense seu uso. Quer algumas dicas? Então vamos lá.

A primeira delas é deixar a tela cinza. As cores brilhantes agem como recompensas para o cérebro. Quando fica cinza, elimina os reforços positivos.

Você também pode desativar as notificações push e assim se concentrar apenas nas pessoais. Além disso, deixe o celular carregando longe de você e mantenha a tela inicial mais limpa. E siga conosco para mais matérias como essa!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email