Sem celular: quais as vantagens de ficar desconectado?

Você sabe quais são as vantagens de ficar sem celular para sua vida social, familiar e até profissional? Aprenda a se desconectar sem se desesperar.

14/11/2018 às 14:00

Imagine a cena: depois de uma longa espera e de muitas marcações e remarcações (pelo celular) para encontrar seus amigos, vocês finalmente marcam um encontro. Chegam ao bar e cada um pega o seu smartphone. E não saem mais dele. Certamente já aconteceu com você. Está cada vez mais difícil ficar sem celular. O que fazer?

Quanto tempo você consegue ficar sem celular?

Ficar sem celular é um desespero para muita gente. Você está nesse grupo?

A cena se repete em todo lugar. Estamos viciados. Em todo o mundo, existem 280 milhões de compulsivos, de acordo com um levantamento divulgado pela Flurry, uma empresa de análise de aplicativos que pertence ao Yahoo!

Se você abre o smartphone mais de 60 vezes por dia, já está nesta categoria. E o pior: esse número cresceu quase 60% de 2014 para 2015. Ainda mais no Brasil, que é o quarto país mais conectado do mundo em número de usuários na internet.

A fobia de ficar sem celular

O novo sentimento se espalhou e ganhou um nome: “nomofobia”. E tem até tratamento. O Instituto Delete, primeiro órgão do Brasil especializado em detox digital, presta atendimento gratuito. Ele fica dentro da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Lá, quem chega passa por uma triagem da equipe multidisciplinar e responde a questionários para identificar a origem de sua dependência.

Se diagnosticado com o vício, o paciente passa por tratamentos específicos. Podem ser incluídas sessões de terapia, medicação psiquiátrica e até fisioterapia, já que ficar muito tempo com o celular também gera disfunções na postura.

O acompanhamento acontece em algumas horas por semana, variando conforme o caso. Eles dividem os pacientes em três categorias: conscientes, abusivos e dependentes.

Quanto tempo você consegue ficar sem celular?

O Instituto Delete, do Rio de Janeiro, oferece tratamentos para compulsivos por celular.

E essa dependência tem acontecido cada vez mais cedo. Uma vez que os pais querem agradar os filhos com o presente da vez (o celular). Além de sentirem aliviados quando os  pequenos sossegam na frente das frenéticas telas brilhantes.

Um estudo publicado no periódico “Emotions”, da Associação Americana de Psicologia, mostra que jovens que passam muito tempo conectados são menos felizes do que colegas que preferem outras atividades.

A preocupação é tanta, que até gigantes da tecnologia, como a Apple, que sobrevive exclusivamente disso, estão tentando resolver a questão. Investidores da companhia escreveram uma carta aberta pedindo que ela crie ferramentas para combater o vício em crianças e adolescentes.

Para deixar mais claro, usaram pesquisas científicas que mostram efeitos negativos do mau uso dos dispositivos eletrônicos, como ansiedade, depressão, irritabilidade, perda de qualidade do sono e de concentração. Aproveite para descobrir, nessa matéria que fizemos,  porque uso excessivo da internet pode causar doenças.

Como ficar longe do celular

Contudo, ninguém quer depreciar a tecnologia. Ela é essencial para absolutamente tudo o que fazemos hoje. Mas as vantagens de ficar um tempo sem celular para a vida social, familiar e até profissional podem ser recompensadoras.

Quando ficamos conectados o tempo todo, a chance de resolver algo urgente do trabalho fora do expediente é muito grande. Também ficamos a mercê de aceitar programas que nem estamos com vontade de fazer, apenas porque aparecemos online.

Quanto tempo você consegue ficar sem celular?

Flipd é um dos apps que podem te ajudar a ficar sem internet.

Alguns apps ajudam nessa descompressão, por mais antagônico que possa parecer. O Flipd, grátis e disponível para Android e iOS, tranca o smartphone e só libera depois de o temporizador permitir.

No Moment, também gratuito e disponível para iOS, é possível traçar a rotina de uso do celular e calcular quanto tempo você passa em cada aplicativo.

O Forest, grátis e disponível para Android e iOS, estimula o distanciamento do celular, de uma forma, digamos, “ecológica”. Quanto mais fica longe, mais a árvore virtual na tela vai crescendo. Se ficar muito tempo, surge uma floresta.

Quanto tempo você consegue ficar sem celular?

O app Forest convida para um tempo útil e agradável sem celular. E a mensagem ainda é ecológica.

Com o Dinner Mode, é possível estabelecer tempos para as refeições e deixar o celular bloqueado. O app é grátis e está disponível apenas para iOS.

Diminua o estresse e movimente-se

Por ser um dos países mais conectados, o Brasil tem também as pessoas mais estressadas. De cada dez trabalhadores brasileiros, pelo menos três sofrem da chamada síndrome de Burnout, um esgotamento mental intenso, causado por pressões no ambiente profissional. Mas é fato que nada substitui o tempo ao ar livre, com os amigos e a família, fazendo o que gostamos de verdade.

Quanto tempo você consegue ficar sem celular?

Praticar exercício físicos em áreas livres é ótimo para a saúde física e mental.

 

Praticar atividades físicas traz imensos benefícios para a saúde, não só a nível físico, mas também cognitivo. E é uma ótima forma de descomprimir e ficar sem celular. A relação entre exercício e cérebro está no centro das atenções da neurociência pelas implicações imediatas e futuras na vida de todos. Assim, fica mais fácil se concentrar no que realmente importa, e deixar de lado (pelo menos por um tempo) o smartphone.

Para saber mais sobre como desconectar e buscar alternativas para uma vida mais relax, leia uma matéria especial que fizemos no VivoTech sobre como sabemos se estamos conectado em excesso. 

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email