Um novo jeito de combater notícias falsas

Facebook realiza testes com a nova funcionalidade da ferramenta Related Articles, que exibe conteúdos similares aos usuários.

28/12/2017 às 10:43

Desde a popularização das mídias sociais e do acesso a plataformas com alcance global, iniciou-se o fenômeno das fake news, ou notícias falsas, em português. Elas são, basicamente, conteúdos com informações não confirmadas, equivocadas que são espalhados pela internet e, à medida vão ganhando a atenção do público, são distribuídos exponencialmente para usuários pelos meios digitais.

O Facebook, desde que percebeu a força da sua plataforma, passou a lutar contra esse fenômeno com a ajuda de diversas ferramentas. Uma delas foi o Related Articles, funcionalidade que exibe notícias relacionadas a um conteúdo que o usuário acabou de ler. Logo após deixar a página do conteúdo, o Facebook automaticamente sugere outros que tenham relação com o assunto lido.

Honrando o seu compromisso de ajudar as pessoas a ter uma perspectiva mais completa sobre as notícias, a gigante da tecnologia anunciou, recentemente, uma melhoria na funcionalidade de artigos relacionados. A partir de agora, em vez de exibir conteúdos similares depois que o usuário deixa a página do artigo, o Facebook passará a mostrar, abaixo da publicação, artigos semelhantes antes mesmo a notícia ser clicada.

Segundo Sara Su, gerente de produto do feed de notícias do Facebook, a mudança é apenas um teste. O objetivo é fazer com que o usuário enxergue diferentes perspectivas sobre um assunto antes de consumir conteúdo de um canal específico.

Na prática, funciona assim: quando diversas pessoas começam a discutir sobre um artigo que fala de um avanço na medicina, o Facebook exibirá conteúdos similares de outros canais logo abaixo da publicação, conforme você no exemplo.

Gif de um celular com o aplicativo do Facebook aberto

Este é apenas um dos diversos testes que estão sendo realizados pelo Facebook a fim de resolver um dos maiores problemas das ferramentas sociais globais. Machine learning, ou computação cognitiva, em português, também é um comportamento que já está sendo adotado nas plataformas do Facebook, segundo Sara Su.


Fonte: Facebook, The Verge

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email