Tipos de malware: quais são e como proteger seus dispositivos

Defenda-se contra os vários tipos de malware, usados pelos hackers para roubar seus dados no computador, tablet ou celular.

04/12/2018 às 9:00

Você já ouviu falar sobre malware? Eles são os grandes inimigos de quem anda conectado, tanto em computadores quanto em tablets ou smartphones. Há vários tipos de malware, que na verdade, são softwares nocivos, criados por pessoas ou empresas mal-intencionadas.

Além disso, os artifícios usados pelos criadores de malwares são bem variados. Vale a pena conhecer todos os tipos existentes. Com a finalidade de trazer informações para que você possa ficar alerta e se proteger, trazemos uma lista com oito tipos de malware. Vamos lá?

Tipos de malware para ficar atento!

Existem diversos tipos de malware, mas todos são muito perigosos.

É essencial saber se proteger dos vários tipos de malware, os programas mal-intencionados.

8. Vírus

Um dos tipos de malware mais conhecidos é o vírus que age se tornando um anexo de um programa hospedeiro já existente. Logo depois, ele altera o começo do programa para executar o código malicioso que foi inserido no programa original. O vírus infecta outros arquivos, inclusive pelo compartilhamento de rede, e pode criar novos executáveis. Alguns vírus alteram o registro do Windows, e dessa forma forçam a sua execução ao ser reinicializado o computador.

7. Worm

A palavra em inglês quer dizer “verme” ou “minhoca”, em português. É diferente do vírus porque não precisa de um programa hospedeiro. Ele se propaga pela internet e infecta o computador explorando uma falha de segurança, que tanto pode ser do sistema operacional quanto de algum aplicativo.

Existem diversos tipos de malware, mas todos são muito perigosos.

Existem diversos tipos de malware, mas todos são muito perigosos.

6. Cavalo de Troia

Outra variante muito conhecida é o Cavalo de Troia que exige que a vítima faça uma ação para se instalar. Então, ele invade o dispositivo quando se abre um anexo de e-mail infectado ou fazendo o download de um programa falso.  Aliás, quase sempre isso acontece graças a uma técnica conhecida como phishing: a criação de sites falsos imitando sites verídicos. O usuário abre o site falso acreditando ser um programa inofensivo com alguma utilidade para o computador.

5. Backdoor

O Backdoor (“portas dos fundos”, em português) permite que um hacker comande o computador de forma remota e execute ações muito nocivas. Em suma: o download de outros malwares, o envio de dados do usuário e spams, além de ataques de negação de serviço, a chamada denial of service. O nome vem do método de entrada do malware no computador, que é a exploração de uma brecha na segurança – a porta dos fundos.

4. Adware

Um dos tipos de malware muito comum que tem por característica exibir vários anúncios indesejados. Em alguns casos, enfim, o Adware faz o navegador abrir sites com anúncios.

Existem diversos tipos de malware, mas todos são muito perigosos.

3. Spyware

O Spyware (que pode ser traduzido como “software espião”) é um dos tipos de malware mais perigosos. Ele recolhe informações do computador, como os sites visitados pelo usuário, e os envia ao hacker. Além disso, o principal objetivo desse tipo de malware é o roubo de senhas.

Para isso, pode ser usada a versão Keylogger, que captura senhas a partir do que é teclado pelo usuário. Como também a versão Screenlogger, que captura a imagem ao redor do mouse quando o usuário clica, permitindo ao hacker o roubo de senhas dos teclados virtuais. Em síntese, são muito perigosos e podem causar grandes prejuízos.

2. Downloaders

Os Downloaders (“baixadores”, em português) são muito específicos: têm a função de instalar outros malwares, a serviço do hacker.

1. Ransomware

É um tipo de malware que restringe o acesso do usuário ao seu computador ou a arquivos, até que seja pago um “resgate” para o hacker. Aliás, um dos ataques à rede mais recente foi exatamente um Ransomware.

Ele se chama XBash, foi usado para exigir resgate tanto em usuários de computadores com Windows, quanto para usuários de Linux. Entretanto, ele também pode ser utilizado pelos hackers para formar botnets – redes de computadores infectados.

Para minerar criptomoedas

As botnets podem ser mais lucrativas para os hackers do que o pedido de resgate. Elas são usadas para uma das atividades que mais demanda poder computacional atualmente: a mineração de criptomoedas. Então, essa mineração pode ser bem lucrativa. Mas a quebra das chaves de decodificação dos blocos de criptomoedas exige a força de muitos computadores trabalhando ao mesmo tempo.

Existem diversos tipos de malware, mas todos são muito perigosos.

Hackers usam malwares para a mineração de criptomoedas.

É uma atividade bem complexa. Assim, é para ela que os hackers formam suas redes de computadores infectados, competindo com os mineradores legais. Se quer saber mais sobre criptomoedas e mineração, veja o que já escrevemos aqui no Vivo Tech: Qual a melhor opção de carteiras virtuais?

Como escapar dos malwares

Desta forma, como evitar que seu computador seja infectado por um ou mais desses tantos malwares?

Em primeiro lugar, com senhas poderosas. Quanto maior e mais complexa sua senha, mais difícil para o malware entrar em seu computador. Use um grande número de caracteres – 12 ou mais.

Além disso, faça uma mistura de algarismos, letras maiúsculas, letras minúsculas, caracteres especiais. Uma boa senha deve parecer algo assim: 2Gh57#Wn@)*xP3E!”. Seja criativo, invente sua versão.

Existem diversos tipos de malware, mas todos são muito perigosos.

Avast é um dos antivírus mais conhecidos.

Em segundo lugar, é ótimo ter um bom antivírus sempre em ação. Você pode escolher entre as marcas mais conhecidas:

  • Avast, que é da República Checa e tem mais de 170 milhões de usuários;
  • Kaspersky, da Rússia, que oferece vários esquemas diferentes de proteção;
  • Norton, também muito conhecido e usado em todo o mundo;
  • McAfee, reconhecido por sua qualidade;
  • AVG, muito popular.

Certamente os cinco são muito bons. E todos, ainda, oferecem proteção para vários dispositivos ao mesmo tempo – do seu desktop ao celular. Contudo, eles oferecem proteção com um custo – de mensalidade ou anuidade.

Opção gratuita para Windows

Entretanto, se você estiver controlando os gastos, há uma ótima alternativa gratuita. É o IObit Malware Fighter, que tem anos de mercado e funciona em computadores ou notebooks com Windows.

O IObit Malware Fighter é uma ferramenta de segurança prática que protege seu computador de qualquer possível ameaça online. Além disso, ele procura e destrói qualquer Spyware, Adware, Cavalo de Troia, Keyloggers, Worms que seu computador pode ter.

São oito diferentes escudos que protegem seus processos, drives USB, cookies, arquivos, etc. Se você estiver inseguro quanto a um arquivo, o IObit permite que você faça seu upload até seus servidores para que ele seja analisado. Assim que o resultado chegar, você pode colocar o arquivo em quarentena ou deletá-lo completamente para evitar futuros problemas.

Existem diversos tipos de malware, mas todos são muito perigosos.

O IObit é bem eficaz no combate a todos os malwares em dispositivos com Windows.

Existem várias versões, você pode baixar e instalar a mais recente do IOBit para seu desktop ou laptop com Windows aqui. Ele é grátis para uso pessoal, mas dá para optar por versões mais completas e pagas.

Pronto, agora você já está preparado para ficar livre de qualquer malware! Ah, não deixe de ler outros artigos bem bacanas que publicamos relacionados a internet: como ocultar sua rede Wi-Fi e como resgatar a senha de seu Wi-Fi. E siga conosco aqui no Vivo Tech!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email