Como proteger a senha do Wi-Fi de aplicativos maliciosos?

Mudar a senha do Wi-Fi e outras ações em seu roteador são importantes para prevenir invasões de terceiros.

01/07/2019 às 9:00

Sua conexão Wi-Fi está mais lenta do que deveria? Fique atento, pois isso pode significar que alguém está roubando seu sinal e usando indevidamente sua rede. Nesse caso, você precisa, portanto, tomar uma atitude urgentemente. É a oportunidade perfeita, por exemplo, para você mudar a senha do Wi-Fi.

Todavia, mesmo sem evidência de invasão em sua rede, certamente é bom prevenir-se e manter seu roteador seguro, modificando o nome e a senha do Wi-Fi.

Como fazer isso?  Em primeiro lugar você precisa saber o endereço IP de seu roteador. Para isso, clique no ícone do Wi-Fi na barra de tarefas de seu computador e abra as configurações de rede e compartilhamento. Feito? Em segundo lugar, clique sobre o link para a rede Wi-Fi, em azul, abaixo da palavra internet.

Entenda porque é importante mudar a senha do Wi-Fi.
Na central de redes e compartilhamento, clique no link para sua rede.

Surgirá então uma nova janela. Nela você deve clicar no botão “Detalhes”:

Entenda porque é importante mudar a senha do Wi-Fi.

Clique no botão “Detalhes”

Feito? Mais uma janela irá se abrir e nela estará o endereço IP de seu roteador. Guarde esse número, ele é necessário para qualquer mudança. Outra maneira de conseguir o endereço IP do roteador é consultando o fabricante nesta lista.

Alterar a senha do Wi-Fi

A medida de segurança mais importante é mudar o nome da rede e a senha do Wi-Fi. Para isso, insira o endereço IP do roteador que você já descobriu em uma aba do navegador.

Aparecerá assim a página do fabricante do roteador, pedindo login e senha. Normalmente, o login é “Admin” e a senha, “Admin” ou “1234” ou, ainda, deve ser deixada em branco. Se nenhuma funcionar, consulte o manual do seu roteador. Basta colocar o nome do fabricante e o modelo no Google, seguido da palavra “manual”.

A maneira de mudar a senha do Wi-Fi varia de fabricante para fabricante, e eles são dezenas. Contudo, se você inserir o login e a senha, vai se abrir a página de configurações. E lá estará uma opção, chamada simplesmente de “Wi-Fi” ou “Wireless”. Selecione tal opção e então, no novo menu que surgirá, escolha a alternativa relacionada à segurança.

Você terá um campo chamado “SSID”, “Network Name” ou ainda “Nome da Rede”. Escolha, portanto, um novo nome. Depois vá até o campo “Password” ou “Senha” e escolha a nova senha. Será preciso digitá-la duas vezes. E, já que você está nessa página, aproveite e crie uma senha forte: no mínimo 12 caracteres, com números, letras maiúsculas e minúsculas. E, ainda, caracteres especiais, como & * % ou #.

Veja dois modelos de formulários para troca de senha do Wi-Fi e nome da rede, de roteadores D-Link e TP-Link:

Entenda porque trocar a senha do Wi-Fi é importante.
Formulário D-Link para troca de senha do Wi-Fi e nome de rede.
Entenda porque trocar a senha do Wi-Fi é importante.
Formulário TP-Link para troca de senha do Wi-Fi e nome de rede.

Pronto. Seu roteador terá novo nome, nova senha e assim mais segurança contra invasões por um tempo. Por isso, para ter um resultado mais garantido e duradouro, faça esse procedimento periodicamente.

Ocultar sua rede

Nas mesmas configurações do roteador que você abriu em seu navegador, existe outra medida de segurança que você pode usar para proteger a sua rede de Wi-Fi.

É possível ocultar sua rede e, dessa maneira, praticamente inviabilizar qualquer tentativa de uso indevido. Para isso, vá até as configurações Wi-Fi e marque a opção “Ocultar SSID”.  A rede ficará invisível e só poderá ser acessada por pessoas para as quais você der o nome e a senha.

Existe algum intruso?

Em suma, quase todos os roteadores modernos mostram os dispositivos que estão conectados à rede Wi-Fi. É só usar a mesma página de configurações para ver todos e, eventualmente, bloquear algum intruso.

Há maneiras fáceis de mudar a senha do Wi-Fi e deixar sua rede mais segura contra invasões
Se você observar que a sua conexão está mais lenta do que deveria, você deve mudar a senha do Wi-Fi.

Mas há ainda outra opção, por meio de programas que também verificam todos os dispositivos conectados à sua rede. Um bem simples e fácil de usar é o Wireless Network Watcher. É só baixá-lo e instalá-lo em seu computador para ver com rapidez dispositivos conectados à sua internet.

Os riscos que você corre

Seu roteador é, porém, uma porta para o que você tem de principal: seus dados, senhas, informações bancárias, cartões. Tudo o que você possui em seu computador, tablet ou celular.

Por isso, é importante mudar a senha do Wi-Fi e o nome da rede. Aliás, manter os padrões definidos pelos fabricantes, e que são conhecidos por todos os cibercriminosos, é como deixar a porta aberta.

Todos os roteadores usam atualmente o protocolo de segurança WPA2 (WiFi Protected Access 2), lançado em 2004 e por muito tempo considerado bastante seguro. Entretanto, os hackers já o descobriram e exploram vulnerabilidades desse protocolo.

O sistema WPA3 garantirá segurança reforçada, mas ainda é muito pouco usado, pois demanda troca completa do equipamento. Aliás, os primeiros modelos compatíveis devem surgir até o final de 2019.

Entenda porque é importante trocar a senha do Wi-Fi.
Protocolo de segurança WPA 3 deve começar a ser usado ainda em 2019.

Entretanto, uma maneira de compensar a falta do WPA3 é manter seu roteador atualizado com a última versão do firmware. Ele compreende o conjunto de instruções programados diretamente no aparelho (roteador, nesse caso) e ele também pode ser infectado por vírus e malware. Veja aqui os tipos de malware que existem e como se proteger.

Para atualizá-lo pela versão mais nova, você deve então abrir a página do fabricante de seu roteador, buscar o modelo exato do roteador, verificar se existe uma atualização, baixá-la e instalá-la.

Pronto para mudar a senha do Wi-Fi e navegar com segurança? Aliás, aqui no Vivo Guru Blog você sempre pode saber ainda mais. Como, por exemplo, descobrir a senha da sua rede usando celular. Ou ainda como usar um gerenciador de senhas. Por isso, siga conosco.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
internetUtilidades
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email