Saúde auditiva: como a tecnologia pode ajudar?

Nossa saúde auditiva sofre com ambientes barulhentos e música muito alta, mas Apple quer ajudar a reduzir os problemas.

21/08/2019 às 9:00

O que você acha de um aparelho em seu pulso para ajudar sua saúde auditiva? Parece algo impossível? Pois saiba que é exatamente isso que o novo Apple Watch promete fazer a partir de setembro, quando estará disponível no mercado.

Operando com o sistema operacional WatchOS 6, o smartwatch da empresa da marca monitora permanentemente o volume dos ruídos no ambiente em que está o usuário. De modo a emitir alertas quando os limites para a saúde auditiva forem ultrapassados.

Saúde auditiva: como a tecnologia pode ajudar?
O lançamento do sistema operacional WatchOS 6 pela Apple.

Saúde auditiva prejudicada

É uma ótima iniciativa pois, de fato, a saúde auditiva de muita gente pode estar comprometida. Em suma, basta ser um grande fã de música e ouvi-la sempre em volume alto. Especialmente com fones. Tem muita gente que faz isso há décadas. Por exemplo, se você vai ao trabalho de metrô ou trem, só consegue escutar música colocando o volume no máximo.

Com esse hábito, depois de vários anos a pessoa é aquela que fica dizendo “não entendi” ou “repita, por favor”, durante uma conversação normal em um ambiente relativamente silencioso. Em síntese, a saúde auditiva fica comprometida.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos, o que significa 1,1 bilhão de pessoas, podem sofrer perda auditiva por causa de exposição prolongada e excessiva a sons altos. No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) informa que uma em cada 20 pessoas tem alguma deficiência auditiva.

Smartwatch com WatchOS 6, que alerta para possíveis danos à saúde auditiva.
Em setembro, estará no mercado o novo Apple Watch, com o sistema WatchOS 6, que alerta sobre ruídos altos demais.

Prevenção de problemas

É claro que, a perda de audição pode ser sobretudo uma consequência do local de trabalho ser muito barulhento. Como é o caso de operadores de britadeira em obras de construção civil ou de condutores de trem, por exemplo. Contudo, boa parte dos problemas de perda de audição vem da música em volume alto.

A deterioração da saúde auditiva acontece com o tempo. Entretanto, o lado bom é que ela pode ser controlada – e até evitada totalmente – com uma dose de atenção.

Novo padrão mundial

É por esse motivo que a OMS e a União Internacional de Telecomunicações (UIT) publicaram, no primeiro semestre de 2019, novo padrão internacional para a fabricação e o uso de dispositivos como smartphones, com o objetivo de torná-los mais seguros à audição. A Apple se adequa ao padrão com o Apple Watch. O dispositivo, com a função e monitoramento de ruídos ativada, faz de poucos em poucos segundos gravações para conferir o som ambiente.

Saúde auditiva: como a tecnologia pode ajudar?
Alerta de ruído elevado e tela com ruído normal em novo Apple Watch.

Uma conversa normal produz 60 decibéis (dB) de ruído. Todavia, se você começar a falar mais alto – aliás, como se faz em bares lotados – o barulho já ultrapassa os 80 dB. Com a ferramenta do smartwatch, isso já será suficiente para disparar um alarme e um aviso na tela.

Por exemplo, em shows de música ou bares com música ao vivo, ultrapassar os 85 dB é normal. E os alertas emitidos poderão fazer a pessoa refletir que deve ir com menos frequência a lugares assim.

Também nos iPhones

Dessa maneira, o relógio é eficaz: ele não força o usuário a fazer nada, mas pode provocar uma mudança de hábitos importante para a saúde auditiva.

Entretanto, nem todo mundo tem o privilégio de possuir um Apple Watch. De fato, uma ferramenta similar está à disposição dos usuários de iPhones. Igualmente o medidor de volume do iOS emite um alerta visual na tela do smartphone sempre que a música ouvida por fones ultrapassar o limite da saúde auditiva.

O problema é que muitos não notam o alerta, ou o desconsideram. Com o novo iOS 13, os aparelhos da Apple também medem o ruído ambiente, além do volume de música.

Saúde auditiva: como a tecnologia pode ajudar?
Alerta de volume alto no iPhone.

A ideia é que, com o tempo e muitos alertas, os usuários se conscientizem e se eduquem para novos hábitos. Na ferramenta de Saúde do iPhone com o iOS 13, as estatísticas do volume de música são mostradas. Assim, se o usuário verificar que está usando volume alto com muita frequência, é bom procurar um médico.

Certamente, é inevitável: cada vez que alguém fica horas ouvindo música em seus ouvidos com volume alto, algum dano poderá ocorrer no aparelho auditivo. Moderação é o melhor para não prejudicar sua saúde auditiva, e a Apple oferece ferramentas para achar o volume adequado.

Em alguns telefones Android

E os usuários dos aparelhos Android? Na verdade, o alerta de ruído exagerado ou volume acima do desejado faz parte do código aberto do sistema operacional há vários anos. Contudo, cabe aos fabricantes dos aparelhos acionar essa funcionalidade, e vários não o fazem. Tudo indica que, agora, com o padrão estabelecido pela OMS e UIT, os fabricantes se obriguem a inserir a ferramenta de alerta.

Você gosta de curtir uma música de alta qualidade? Mas também de cuidar de sua saúde auditiva, não é mesmo? Aliás, temos outros artigos legais sobre som aqui no Vivo Guru Blog. Leia mais sobre Air Pods, sobre fones de ouvido da moda e sobre os melhores headphones sem fio. Até a próxima!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email