Sarahah armazena contatos de usuários sem razão específica

De acordo com o Analista de Segurança Zachary Julian, o aplicativo armazena os contatos telefônicos dos usuários, mas não oferece usabilidade extra.

21/09/2017 às 14:20

Sarahah, o aplicativo de comentários anônimos mais famoso dos últimos meses, pode não ser tão anônimo quanto parece. De acordo com o Analista de Segurança Zachary Julian, o aplicativo armazena os contatos telefônicos dos usuários, mas não oferece usabilidade extra por isso. O The Intercept já havia comentado sobre esse comportamento.

Após denúncia, Zain al-Abidin Tawfiq, fundador do aplicativo, disse que as listas de contatos estão sendo carregadas “para um novo recurso”, mas que foi “atrasado devido a uma questão técnica”.

Qual o problema?

É claro que o armazenamento de dados dos usuários não é um comportamento incomum no mercado digital. Muitos aplicativos e wearables fazem isso. No entanto, há uma lei natural que impõe uma relação de troca entre o usuário e a marca ou empresa, e que essa troca deve ser útil para ambos.

Ou seja, como usuário, você fornece dados e ganha uma funcionalidade em troca, como no Instagram, por exemplo, quando o usuário consegue ver quem de seus contatos também utiliza o aplicativo. Mas esse não parece ser o caso do Sarahah.

Após a denúncia, Zain al-Abidin Tawfiq tuitou que “a solicitação de dados será removida na próxima atualização “e que os servidores da Sarahah “não hospedam contatos atualmente”.

O que é Sarahah?

Inicialmente, Sarahah era um site do desenvolvedor Zain al-Abidin Tawfiq, que disse ao Mashable que queria ajudar os funcionários a dar comentários anônimos e mais honestos aos seus chefes. A palavra “Sarahah” significa franqueza ou abertura em árabe. Depois da estréia da versão em inglês do aplicativo, em junho deste ano, Sarahah ganhou um espacinho no celular de adolescentes de vários países e se define como uma rede social.

No fim de julho, o serviço era o líder em downloads da App Store e ocupava a 223º posição de app mais baixado na Google Play. No Brasil, os usuários têm recorrido ao app para disparar cantadas e avisar ao crush que você tem interesse.


Fonte: The Verge e G1

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
Big dataRedes Sociais
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email