Robôs do tamanho de células: conheça essa tecnologia

Parece coisa de filme de ficção científica, mas já é uma realidade. Saiba tudo sobre os nanorobôs e como eles podem revolucionar a tecnologia.

26/11/2018 às 14:00

Imagine criar um exército de robôs do tamanho de uma célula? Tudo isso de maneira rápida, fácil e otimizada. Pois é, um grupo de engenheiros do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, em inglês) vem tendo sucesso com essa investida.

Usando um método baseado na divisão natural de materiais finos e quebradiços como o grafeno, os estudiosos do MIT criaram o processo, que já é uma realidade. Desse modo, são produzidas pequenas células sintéticas, chamadas de “syncells” (de synthetic cells). São estruturas minúsculas, contendo circuitos elétricos e outros elementos capazes de coletar, gravar e transmitir dados.

Robôs microscópicos são desenvolvidos no MIT.

Robôs microscópicos são desenvolvidos no MIT.

O significado disso para a medicina é gigantesco. Os nanorrobôs podem agir de maneira pouco invasiva no corpo humano, podendo até trabalhar como órgãos vitais mecânicos. O alcance dessa tecnologia ainda está sendo estudado, mas tudo indica que é dos mais promissores possíveis.

Para entender melhor como funciona a tecnologia desses robôs do tamanho de células e como eles podem funcionar para a sociedade, continue a leitura!

Como os robôs de tamanho de células são produzidos?

Para fabricar as “syncells”, se começa com uma camada de grafeno sobre uma superfície. Assim, pequenos pontos de um polímero com fragmentos eletrônicos são depositados através de uma impressora 3D. No passo seguinte, uma nova camada de grafeno é depositada ali.

Dessa maneira, com as camadas dispostas dessa forma, a estrutura vai se esticando até começar a se partir, em formas circulares, formando assim as “syncells”.

Robôs microscópicos são desenvolvidos no MIT.

Novo produto do MIT promete revolucionar a medicina e indústria.

Essas estruturas robóticas, de tamanho minúsculo, podem ser usadas tanto na medicina quanto na indústria. Além disso, por seu aspecto inovador, estão sendo considerada para uso em muitas outras áreas.

Veja como a Inteligência Artificial pode cuidar do seu corpo!

Para que os nanorrobôs serão usados?

O futuro dos nanorrobôs é bastante amplo. Os robôs de tamanho de células nos permitirão grandes avanços na medicina e na indústria, além de diversos segmentos tecnológicos.

Apenas para se ter uma ideia da dimensão dessas máquinas, uma delas, é descrita pela equipe do MIT, como sendo três vezes maior que um glóbulo vermelho, porém três vezes menor que um neurônio. Incrível, concorda?

Robôs microscópicos são desenvolvidos no MIT.

A produção dos nanorrobôs pode ser feita em larga escala.

Imagine poder utilizar esses robôs dentro das veias humanas, levando remédios pelo sangue para que funcionem de maneira ainda mais eficaz? Ou ainda, usar esses robôs do tamanho de células injetados no corpo para chegar a locais de difícil acesso? Tudo isso é cada vez mais possível, em um futuro próximo.

Como evoluirá essa tecnologia?

Como dito, o tamanho de um nanorrobô se assemelha-se ao de um glóbulo vermelho humano. Isso equivale a cerca de 10 micrômetros de diâmetro, até cerca de 10 vezes este tamanho.

Em estudos recentes, os nanorrobôs demostraram parecer e se comportar como uma célula biológica viva. Ou seja, a tecnologia é tanta que, sob um microscópio, é possível convencer qualquer pessoa que é mesmo uma célula “de verdade” que está ali.

Robôs microscópicos são desenvolvidos no MIT.

Do tamanho de célula humana: robô do MIT é sensação na ciência.

Se trata de um novo nível de tecnologia, com potencial para criar dispositivos inteligentes em micro-escala. Esses dispositivos serão capazes de realizar em conjunto tarefas que nenhuma partícula poderia fazer sozinha. No trato medicinal, os nanorrobôs são ainda mais úteis. Isso porque o tempo necessário para que funcionem e então se biodegradem no organismo pode ser adaptado, sendo algo ajustável na espessura do revestimento magnético.

Por enquanto, no entanto, os nanorrobôs são ainda tema de estudo. Embora já tenha se provado que é possível fazê-lo, sua fabricação em massa ainda não existe. Desse modo, não estão ainda disponível para o mercado.

Ter essa incrível tecnologia à disposição da ciência ou da indústria, em escala mundial, é sem dúvida o próximo passo.

Quer saber mais sobre essa tecnologia? Então, clique aqui!

Conclusão

Em um gigantesco passo para a ciência, os investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) anunciaram a produção de uma nova tecnologia, capaz de criar robôs incrivelmente pequenos, comparáveis em tamanho a uma célula humana. Além disso, a tecnologia para fabricar esses mesmos nanorrobôs, como são chamados, também possibilita que eles sejam feitos em grande escala.

Robôs microscópicos são desenvolvidos no MIT.

A escala mundial, é sem dúvida o próximo passo dos robôs do tamanho de células.

Os usos para esses robôs microscópicos são focados no campo de medicina e indústria, mas não se limitam a eles. Ainda está se dimensionando como esses produtos atuaram na sociedade, no entanto já é fato de que será um divisor de águas para a sociedade como a conhecemos.

Resta agora, esperar os novos capítulos dessa história. Sem dúvidas, muitas novidades ainda devem surgir nesse ramo da robótica em especial. Para saber mais sobre esse e outros assuntos científicos e do mundo da robótica, continue com a gente!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email