Como evitar e resolver problemas no roteador

Saiba por que é importante cuidar desse equipamento que conecta seu smartphone, tablet e computador à internet.

28/11/2018 às 14:00

Possivelmente, quando não conseguimos nos conectar a internet, um dos impasses pode estar relacionado a problemas no roteador. Ele é o equipamento responsável por trazer a internet da rua até nossas casas ou empresas.

Volta e meia, os riscos ao funcionamento dos roteadores aumentam, sem dúvida pela falta de atualizações do equipamento ou dos tipos de vírus que circulam pela internet. Atualmente, existe o vírus VPNFilter, que pode roubar dados e bloquear o acesso à rede mundial de computadores.

Como ele ataca determinados tipos de roteadores, o Ministério Público Federal recomenda que se reinicie os computadores. Certamente, essa ação bloqueia temporariamente o VPNFilter e de fato permite a identificação dos equipamento infectados.

Assim, para te deixar mais tranquilo, listamos os principais problemas que podem afetar o seu roteador e como resolvê-los.

1 – O vírus que ameaça alguns modelos

De fato, são pequenas as chances de seu roteador estar infectado pelo VPNFilter. Entretanto, como ter cautela é sempre bom, confira as marcas e modelos de roteadores suscetíveis a esse tipo de ataque.

Asus

• RT-AC66U
• RT-N10
• RT-N10E
• RT-N10U
• RT-N56U
• RT-N66U

D-Link

• DES-1210-08P
• DIR-300
• DIR-300A
• DSR-250N
• DSR-500N
• DSR-1000
• DSR-1000N

Huawei

• HG8245

Linksys

• E1200
• E2500
• E3000
• E3200
• E4200
• RV082
• WRVS4400N

Mikrotik

• CCR1009
• CCR1016
• CCR1036
• CCR1072
• CRS109
• CRS112
• CRS125
• RB411
• RB450
• RB750
• RB911
• RB921
• RB941
• RB951
• RB952
• RB960
• RB962
• RB1100
• RB1200
• RB2011
• RB3011
• RB Groove
• RB Omnitik
• STX5

Netgear

• DG834
• DGN1000
• DGN2200
• DGN3500
• FVS318N
• MBRN3000
• R6400
• R7000
• R8000
• WNR1000
• WNR2000
• WNR2200
• WNR4000
• WNDR3700
• WNDR4000
• WNDR4300
• WNDR4300-TN
• UTM50

QNAP

• TS251
• TS439 Pro

TP-Link

• R600VPN

2 – Ações contra a lentidão

Mesmo sem ataques de vírus, os roteadores – como qualquer outro dispositivo – podem dar problema. Tais como lentidão na transferência de dados ou, em casos extremos, a queda do sinal.

Como evitar ou resolver problemas no roteador?

Sobretudo, é bom lembrar que o roteador existe. Parece normal instalá-lo e esquecê-lo, não é mesmo? Consequentemente, ele vai funcionar melhor com um pouco de atenção. Para isso, basta, de vez em quando, reiniciá-lo. Da mesma forma, em muitos casos, dificuldades de conexão são solucionadas com um simples resetar do roteador. Afinal, restaurasse as configurações originais do dispositivo.

Como reiniciar o roteador?

• Primeiro, desligue seu computador;
• Também desconecte-o do modem/roteador;
• Em seguida, tire o roteador da tomada;
• Então, localize o botão de reset no roteador. Provavelmente, ele está na traseira ou na lateral do aparelho. Ele fica situado dentro de um pequeno orifício redondo;
• Depois, pressione o botão de reset, usando uma caneta ou palito;
• Além disso, ligue novamente o roteador na tomada, mantendo o botão de reset pressionado por 10 segundos;
• Finalmente, quando todas as luzes se acenderem, ligue novamente o computador e conecte-o ao roteador.

Esse procedimento de reiniciar o roteador é ótimo como prevenção, mas também funciona se a conexão não estiver tão boa.

problemas no roteador: saiba o que fazer.

Reiniciar o roteador é importante.

3 – As atualizações são importantes

Como apps e programas, os roteadores também passam por atualizações dos fabricantes, com o objetivo de melhorar seu desempenho. Os equipamentos mais modernos recebem atualizações automaticamente, no entanto, a maioria ainda depende que o processo seja realizado manualmente. Como fazer?

Cada marca de roteador tem seu próprio sistema. Você deve olhar a marca de seu modem, além do nome do modelo. Depois, busque no Google o site do fabricante. Então, entre nele e veja as opções de suporte oferecidas. Finalmente, clique nas atualizações que estiverem disponíveis para atualizar seu aparelho.

Outra alternativa é simplesmente jogar no Google a marca e o modelo do seu roteador. Desta forma, surgirão muitas possibilidades de configurações e atualizações. Veja na imagem abaixo, o exemplo de uma busca simples pelo roteador Linksys E1200:

Exemplo de uma busca simples pelo roteador Linksys E1200 no Google

Exemplo de uma busca simples pelo roteador Linksys E1200 no Google.

Você também pode configurar seu roteador, o que é útil se você mora em condomínios ou áreas com vários Wi-Fi próximos. Até porque ondas emitidas e recebidas pelo roteador passam por canais específicos, como resultado, se muitas usarem o mesmo canal a velocidade cai.

4 – Como configurar o roteador

A configuração é feita pelo computador conectado ao roteador. Assim, você precisa do endereço IP do roteador, do nome de administrador da rede e de uma senha. Entretanto, essa não é a sua senha de acesso à internet!

Acima de tudo, é fácil obter essas informações. Elas constam em uma etiqueta na parte de baixo do roteador. Anote-as e depois insira o endereço (exemplo: 192.168.0.1, que é de um modelo da Linksys) em uma aba de seu navegador. Somente o endereço correto do seu roteador vai funcionar.

Uma vez inserido, esse endereço abre uma página específica do seu aparelho. A partir daí coloque o nome de administrador e senha (modelos novos já vêm com isso autopreenchido) para finalmente surgir o painel de controle (configurações).

Navegue pelas configurações do seu roteador e faça a configuração que quiser.

Navegue pelas configurações do seu roteador e faça a configuração que quiser.

Cada fabricante tem seu modelo de painel de controle. Navegue por ele e faça a configuração que quiser. Lá, por exemplo, é possível mudar o canal de transmissão. No total são 11 canais, escolha um deles. Ou, o que é certamente mais recomendável, escolha a função Auto. Através dela, o próprio roteador busca um canal mais livre.

Aqui no Vivo Tech escrevemos bastante sobre sinal de internet e Wi-Fi. Por isso, se você se interessou pelo tema, acesse as matérias especiais sobre repetidores de Wi-Fi e como criar uma senha segura.

5 – Achando o melhor local

Os roteadores alimentam redes Wi-Fi. E provavelmente,  uma das causas de má conexão seja a posição do roteador. Ele deve ficar sempre em um ponto central da casa, apartamento ou escritório. Acima de tudo, em um local elevado e sem obstruções. Talvez, você pode decidir essa localização com uma análise visual, no entanto há uma ferramenta interessante que pode ajudá-lo:

Aplicativo Netgear que verifica a intensidade do sinal do seu Wi-Fi.

Aplicativo Netgear que verifica a intensidade do sinal do seu Wi-Fi.

Trata-se do Netgear WiFi Analytics. Em outras palavras, trata-se de um app para Android que verifica a intensidade do sinal no ponto que você quiser. Consequentemente, você adquire dados para achar a melhor localização do roteador. Além disso, o aplicativo identifica canais de Wi-Fi mais usados na área, acha os melhores canais e confere o status da rede. Mais notável por ser uma ferramenta de otimização da sua rede, útil e prática especialmente pela razão da mobilidade do smartphone, local onde é instalado.

Certamente é possível fazer manutenção da rede em um computador com Windows ou em um Mac. Há um programa para Android e iOS chamado InSSIDer Office porém, ele é mais indicado para redes de pequenas empresas. Ele custa de US$ 139 a US$ 149 (R$ 530,00 a R$ 570,00) e oferece um mês de experiência grátis. Entretanto, há uma versão mais simples, gratuita, o InSSIDer Lite, que provavelmente vale a pena experimentar.

6 – Uma última dica

Se a intensidade do sinal não é a desejada, existe ainda um último recurso: que tal trocar a antena do roteador? Sim, isso é possível se o roteador tiver antena externa.

A maioria dos roteadores vem de fábrica com antenas omnidirecionais, o que significa  que o sinal do Wi-Fi  é jogado em todas as direções. No entanto,  isso nem sempre é bom. Veja os motivos:

• Se o roteador está no ponto A e você usa o sinal no ponto B, é certamente melhor ter antena unidirecional;
• Ou seja, ela deverá enviar o sinal apenas na linha entre A e B e não para todos os demais pontos;
• Desta forma, você pode precisar ou de uma antena omnidirecional mais forte ou de uma unidirecional;
• Portanto, vá ao site do fabricante de seu roteador. Lá você provavelmente verá alternativas;
• Embora, outra opção é jogar no Google Shopping “antena para roteador + marca + modelo”.

Gostou de conhecer sobre roteadores? Agora entendeu porque eles não podem ser esquecidos? Ah, e se você tem internet fixa da Vivo, então, certamente vai gostar de ler o review do roteador VivoBox 4G.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
internetroteador WiFiWiFi
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email