Perdeu ou teve o celular roubado? Saiba recuperar os dados do aparelho

Confira quais passos seguir para se prevenir e manter seus dados seguros no caso de celular roubado, furtado ou perdido

19/07/2018 às 17:00

Ter o celular roubado ou perdê-lo não é nada fácil. Afinal, além de todo o prejuízo para comprar outro aparelho, ainda há preocupações com as senhas, os dados bancários e vazamento de fotos, entre outras coisas. Pensando em tudo isso, separamos algumas dicas para te ajudar a se proteger e prevenir dores de cabeça no futuro.

Criptografe seu smartphone

Antes de mais nada, pare tudo o que você estiver fazendo neste momento e criptografe seu telefone! Esse é o método mais seguro para manter seus arquivos protegidos caso você tenha o celular roubado, furtado ou perdido. O motivo? Embaralha as informações digitais e permite apenas que o emissor e o receptor da mensagem transmitida tenham acesso liberado ao conteúdo.

Aliás, alguns aparelhos já vêm com a criptografia ativada de fábrica. Entretanto, modelos antigos precisam que essa função seja ativada nas configurações de segurança.

Se o seu smartphone for Android, acesse as “Configurações”, depois “Segurança” e, por último, “Codificar telefone”. Os aparelhos da Apple são criptografados por padrão. Mas caso queira conferir, basta abrir “Preferências do Sistema”, em seguida “Segurança e Privacidade” e finalmente “FileVault”.

Onde está meu celular?

Você sabia que tanto aparelhos com sistema Android quanto iOS possuem um recurso para localizar o smartphone? Para que essa função funcione em tempo real, basta ativar a opção de localizar o dispositivo e deixar o GPS sempre ligado.

Se, ao iniciar as buscas, nenhuma localização aparecer, é possível que o aparelho esteja sem sinal ou que alguém tenha desabilitado a função. Por isso, é importante tentar verificar a localização novamente.  Aliás, lembre-se: em caso de celular roubado ou furtado, é sempre importante procurar a polícia.

Android

Após configurar seu aparelho para ser localizado remotamente e permitir o bloqueio e limpeza, basta baixar gratuitamente na Google Play o app “Localizar meu dispositivo”.

Caso esteja sem o aparelho, existe a possibilidade de acessar de outro smarphone (usando seu usuário e senha) ou verificar pelo site da loja virtual (entre em “Gerenciador de dispositivos”).

Caso o aparelho esteja ligado, a localização aparecerá no mapa que surge na tela. Com o endereço, por exemplo, aparecem as opções de bloqueio do aparelho, emitir som ou apagar tudo. Em caso de perda, o alerta sonoro é o mais indicado, pois há chance de recuperar o smartphone caso alguém o encontre.

onde está meu celular

Apple

Neste caso, é necessário verificar se o GPS e o recurso de localização estão ativos. É só acessar “Ajustes”, “Privacidade” e habilitar os “Serviços de Localização”. Depois, em “Ajustes”, acesse o “iCloud” e habilite o “Buscar iPhone”.

Leitura adicional recomendada: Seguro Iphone Vivo

Sempre que precisar buscar seu celular ou tablet, é só acessar o site do iCloud ou usar o app Buscar. Quando o aparelho é rastreado, aparece um mapa com o endereço atual de sua localização ou a última vez que o dispositivo emitiu um sinal. Ao ativar o “Modo Perdido”, o celular pode ser rastreado e bloqueado, ou apagar todas as informações do smartphone.

Backup de fotos e dados

iOS

É muito importante manter o backup regular de seus dados. Nos telefones atuais, serviços de backup automático na nuvem fazem esse trabalho de maneira bastante prática.

Para os donos de iPhone, a melhor opção é o iCloud, que vem pré-instalado no iOS. Depois de configurada, a ferramenta salva na nuvem os dados escolhidos pelo usuário e gerados no smartphone. Exemplos: fotos, notas, vídeos, contatos, lembretes e e-mails.

Alguns aplicativos, como o WhatsApp, também mantêm uma cópia de seus dados no iCloud. O plano gratuito disponibiliza 5 GB. Se você precisar de mais espaço, planos maiores custam cerca de U$ 0,99 por mês.

Android

Já quem tem aparelhos Android, o Google Drive é o backup padrão. Ele funciona como o iCloud, porém a conta gratuita disponibiliza 15 GB de espaço, com o adicional que fotos, que geralmente consomem bastante espaço, não são consideradas na cota.

Para quem alterna entre smartphone, tablet e computador com marcas e sistemas operacionais diferentes, o Dropbox pode ser uma ótima alternativa.

Com um sistema multiplataforma bem rápido, ele oferece 2 GB no plano gratuito. E por US$ 10 mensais disponibiliza um espaço de 1 TB para o usuário.

É possível recuperar os dados do celular de um jeito simples, basta se organizar previamente

Localização pelo IMEI

Em caso de ter seu celular roubado ou furtado, é  importante que a vítima solicite a desativação do chip com a operadora. Além disso, registre um boletim de ocorrência e leve à delegacia o número do IMEI (que é o “RG do celular”) do aparelho.

Essa numeração pode ser encontrada na caixa do smartphone, no compartimento da bateria ou nas configurações do sistema. Portanto, guarde essa informação em um lugar seguro.

Pelo IMEI, a polícia consegue descobrir se outro chip foi ativado no aparelho e, dessa forma, chegar à pessoa que o encontrou ou a quem comprou o celular ilegalmente.

Por isso, é fundamental não bloqueá-lo no primeiro momento, mas sim a linha. Caso contrário, fica impossível rastrear o telefone, já que ele não conseguirá se conectar às redes das operadoras. Aliás, saiba como bloquear o seu chip.

Celular roubado e redes sociais

Como os celulares sempre possuem muitas informações pessoais, uma das maiores preocupações é que alguém consiga acessar indevidamente esses dados, como as conversas do WhatsApp.

Dessa forma, é muito importante saber o que fazer caso seu aparelho seja roubado. Em seu site oficial, o WhatsApp tem um guia com medidas para serem tomadas caso isso aconteça.

O usuário precisa enviar um e-mail para support@whatsapp.com com a frase “Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta”. A mensagem deve ir tanto no assunto quanto no corpo do e-mail. Já o número de telefone precisa estar no seguinte formato: +55 XX YYYYYYYYY (escreva +55 no começo, depois inclua os dois dígitos do DDD, e em seguida o seu número).

Em alguns casos, a plataforma também permite que você recupere as mensagens de sua conta assim que tiver outro aparelho.

A conta pode ser reativada em até 30 dias. Após esse prazo, poderá ser excluída definitivamente. Enquanto isso, os seus contatos continuarão vendo seu perfil normalmente. E todas as mensagens recebidas durante esse período ficarão pendentes por um mês. Elas aparecerão para você assim que a conta for reativada.

Como as contas do Facebook, Twitter e Google ficam associadas a todos os dispositivos usados para fazer login, é necessário que o usuário as desvincule do aparelho. Mesmo se tiver deletado tudo que há nele pelo “Localizar Meu Dispositivo” ou “Buscar iPhone”.

Atenção: cuidado com mensagens falsas!

E se você acha que a pior coisa que poderia ter acontecido era ter seu celular roubado ou furtado, sua maré de azar pode não terminar por aí!

Para revender o smartphone da Apple, os criminosos aplicam um golpe com objetivo de conseguir o login e senha de iCloud do dono do celular. Pois com essas informações em mãos, eles conseguem redefinir o iPhone para vender.

celular roubado, o que fazer?

Com esses dados, criminosos conseguem redefinir o iPhone e revendê-lo

Segundo informações da empresa de segurança digital Trend Micro, os bandidos enviam um SMS para a vítima dizendo que o aparelho foi encontrado e um link falso para o “Find My Phone”.

No momento em que a pessoa faz login com sua conta e senha do iCloud, os dados são enviados diretamente para os criminosos.

Recebi o SMS: o que eu faço?

Então, se você receber uma mensagem com o link para localizar o seu iPhone, a primeiro passo é acessar diretamente o site do iCloud. E checar se o smartphone apresentou novos dados de GPS que indiquem onde ele está.

Nunca clique diretamente no link recebido! E para ter a certeza de que se trata de uma página falsa, é muito importante ficar atento à URL.

Celular roubado ou perdido, o que fazer?

Como o furto de celular está entre os crimes que mais crescem no Brasil, uma alternativa para se precaver pode ser a contratação de um seguro para o seu aparelho. Por isso, tire todas as suas dúvidas sobre o assunto e escolha a melhor opção para você.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
mobileTecnologia
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email