Pré-pago ou pós-pago: saiba como escolher o mais adequado

Uso maior de dados altera comportamento dos brasileiros. Afinal, o que é melhor: celular pré-pago ou pós-pago?

04/11/2019 às 9:00

Mudanças na economia, avanços tecnológicos e modificações nos hábitos das pessoas mexem primordialmente no uso da telefonia celular no Brasil. Desta forma, muitas pessoas com plano pré-pago têm migrado para os pós-pagos. No entanto, por que isso acontece? E, em síntese, o que é melhor para cada caso? Leia abaixo e tome sua decisão!

Migração do pré para o pós

Há 10 anos, os planos pré-pago ocupavam 80% do mercado de telefones celulares. Em maio de 2019, a participação caiu para menos de 55%. Já em agosto esse índice diminuiu ainda mais, ficando em 53,6%. Conforme analistas, essa é uma tendência que se repete a cada mês.

De acordo com dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), nos primeiros cinco meses de 2019, 4,5 milhões de planos pré-pagos foram desativados. Por outro lado, 3,9 milhões de novos planos pós-pagos foram ativados.

Pré-pago ou pós-pago: como escolher?
A forma como usamos o celular mudou bastante.

Em agosto, o Brasil tinha 228,2 milhões de linhas de celular ativas. Ou seja, eram 122,3 milhões de linhas com pré-pago e outras 105,9 milhões com planos pós-pagos. Naquele mês, 1,1 milhão de linhas de pré-pago foram canceladas. Todavia, 752 mil novas contas do pós-pago foram criadas.

Uso cada vez maior de dados

De acordo com especialistas, essa migração acontece porque os usuários precisam cada vez mais de dados via internet. E os planos pós-pagos oferecem vantagens nesse quesito. Atualmente todos querem estar conectados à internet 24 horas por dia. E com uma boa franquia de dados para utilizar.

Da mesma forma, o consumo de dados vem aumentando sem parar. Por exemplo, vendedores que tinham pré-pago agora usam pós-pago, pois precisam de dados para buscar endereços, utilizar mapas etc.

Além disso, atualmente, para vender é preciso ter uma máquina que aceite cartão de débito, crédito ou pagamento por aproximação. E toda maquininha tem um chip que precisa estar conectado a uma linha pós-paga. Portanto, a popularização desses dispositivos foi um dos grandes fatores do crescimento do pós-pago.

Pré-pago ou pós-pago: qual escolher?
Atualmente, quem usa celular quer estar conectado à internet.

Pré-pago ou pós-pago?

Entretanto, quais as diferenças entre pré-pago e pós-pago? Basicamente, no pré-pago, o usuário compra créditos e consome com suas ligações e acessos à internet. Portanto, não há uma mensalidade fixa, mas o preço da ligação telefônica é mais alto.

Além disso, quando os créditos acabam, é necessário fazer uma recarga, ou seja, uma nova compra de créditos. Há ainda o risco de ficar sem créditos no meio de algo importante.

É importante conhecer os diferenciais entre os planos pré-pago e pós-pago para tomar a melhor decisão
Escolha entre os planos pré-pago e o pós-pago deve considerar a forma como se usa o celular.

Por outro lado, os planos pós-pagos, normalmente, oferecem uma franquia maior de dados, que garante tranquilidade no uso. E o pagamento é feito por meio de conta mensal.

Existem vários tipos de planos. Os mais simples são os do tipo Controle (franquia de dados um pouco menor, mensalidade mais baixa). Os mais sofisticados oferecem grande franquia de dados e possibilitam que todos os membros de uma família tenham apenas uma conta mensal de telefonia celular.

Portanto, é simplesmente uma mudança natural de hábitos e da tecnologia que estão gerando a migração do pré-pago para o pós-pago. Como a internet se tornou a principal ferramenta de trabalho e de relacionamento da maioria das pessoas, o uso de dados aumentou drasticamente.

Planos oferecem ligações grátis

A estimativa é que o pré-pago deva representar menos de 50% dos usuários de celular no Brasil ainda no primeiro semestre de 2020. Aliás, outro fenômeno interessante está ocorrendo: embora ainda tenhamos mais linhas de celular que habitantes (são 108 linhas para cada 100 habitantes), o número total de linhas ativas está caindo. O principal motivo é que todos os planos atualmente oferecem ligações gratuitas.

Até pouco tempo atrás, as pessoas tinham duas ou três linhas, de operadoras diferentes, para fazer ligações para seus contatos de cada operadora. Isso não é mais necessário, e boa parte das pessoas prefere concentrar todo seu uso de celular em uma única linha.

Pré-pago pu pós-pago: como escolher?
Hoje as pessoas mais usam dados do que falam ao telefone.

Desse modo, as pessoas tinham dois chips de pré-pago no mesmo telefone, ou vários aparelhos com chips de operadoras diferentes. Agora, a opção prioritária é por apenas um chip, com uma operadora e uma conta de um plano pós-pago.

Opção depende do uso do celular

Qual a sua opção? Você prefere pré-pago ou pós-pago? Escolha de acordo com suas necessidades e usos do celular, verifique o que é mais vantajoso para o seu caso específico.

O pré-pago é mais adequado para quem praticamente não navega na internet e usa o celular principalmente para telefonar. No entanto, se você precisa de dados em seu cotidiano, opte pelo pós-pago.

Aliás, se você usa pré-pago, é bem útil saber como cadastrar um chip da Vivo. Além disso, se você usa um plano pós-pago, conheça os resgates inesquecíveis do Vivo Valoriza.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
telefonia móvelUtilidades
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email