Palantir: empresa que vigia pessoas em qualquer lugar

Palantir vende para serviços de segurança seu software Gotham, que revela informações detalhadas sobre indivíduos.

03/02/2020 às 9:00

Como nome, a Palantir é praticamente desconhecida, talvez você nunca tenha ouvido falar dela. Entretanto, é uma das mais importantes empresas de análise de dados do planeta. Com seu super software Gotham, atua com gerenciamento de serviços de informações para entidades como a ICE, que controla a imigração nos EUA, e organizações como o banco JP Morgan e a fabricante de aviões Airbus. Além disso, ela atende dezenas de agências da polícia federal, estadual e municipal nos EUA.

Manual de instruções da Palantir revelado

O trabalho da Palantir, com sede em Palo Alto, na Califórnia, era praticamente secreto até que foram expostos, em julho, documentos mostrando como funciona seu software Gotham. Aliás, foi divulgado até um manual de instruções para utilização pela polícia. A divulgação foi possível porque a Vice News, empresa jornalística norte-americana, apelou à Justiça usando como mote a lei de acesso à informação.

Curiosidade: a palavra Palantir vem do universo mágico da saga ficcional “O Senhor dos Anéis”. Mas o objetivo da Palantir Technologies e do Gotham certamente não tem nada de ficção. De acordo com especialistas, a empresa de serviços de informática age como rede secundária de informações. Com essa finalidade, mantém extensos catálogos e mapas de relações interpessoais, mesmo de indivíduos não suspeitos de qualquer crime.

Página de manual da Palantir explicando como localizar pessoas.
Página de manual da Palantir explicando como localizar pessoas.

A ICE fez recentemente uma operação imensa para deter imigrantes ilegais nos Estados Unidos, com o software da Palantir, chamado de Gotham. Com ele, é possível pesquisar qualquer pessoa e rapidamente saber detalhes íntimos de sua vida. Por exemplo, apenas com a placa de automóvel, o programa revela onde a pessoa circulou em um período.

Uma pessoa leva a outra

Em resumo, somente com o nome, os dados levantados são muitos: e-mail, telefones, endereço atual e anteriores, contas bancárias, identidade, relações de negócio e familiares, peso e altura. Surpreendentemente até cor dos olhos! E tudo isso sem que essas informações estejam na base direta de dados da Palantir. A polícia pode, da mesma forma, levantar os dados similares de todas as pessoas relacionadas com um eventual suspeito.

No jargão utilizado pela Palantir, Objetos são quaisquer traços de informação, como um nome. Por outro lado, Histogramas são os gráficos que fazem conexões entre pessoas e acontecimentos. Além disso, ALPR são os leitores automáticos de placas de veículos, localizados principalmente em praças de pedágio.

E ainda existe o Heatmap (ou mapa de calor), mostrando a quantidade de coisas existentes em uma determinada área. A Palantir transforma assim todos os dados nos mapas para utilização pelos serviços que a contratam.

Com seu software Gotham, a Palantir é a mais importante empresa de vigilância do mundo
A empresa Palantir, localizada em Palo Alto, Califórnia, é a criadora do software de vigilância Gotham.

Informações compartilhadas

Os Objetos podem ser entidades, eventos ou documentos. Quando a entidade for uma pessoa, o Objeto inclui todos os dados associados a ela.

As informações da Palantir mostram que os dados são pinçados simultaneamente de diferentes sistemas e bases. Por exemplo, a polícia de determinada cidade pode obter ao mesmo tempo informações sobre uma pessoa das polícias de vários outros municípios.

Aliás, as informações que alimentam os bancos de dados da Palantir vêm de diversas fontes. Registros de negócios e transações, certidões de nascimento e casamento, registros policiais, multas de trânsito, etc. Além disso, a empresa ainda recolhe dados de ações na Justiça, registros de prisões e condicionais, registros de veículos, informações de gangues. Outra fonte importante é a compra de produtos pela internet.

Basta um número de telefone

Para revelar instantaneamente todas as informações sobre uma pessoa, basta um número de telefone. Aliás, nem o código de área é necessário. A Palantir, para auxiliar a polícia, por exemplo, presta atenção especial em dados sobre crimes, indiciamentos e prisões. Nada menos que 300 municípios, apenas na Califórnia, mantêm contratos com a Palantir, os quais eram secretos até a revelação desses documentos em julho deste ano.

Das ferramentas utilizadas pelo software Gotham, o Histograma serve para que a polícia ache correlações e tendências entre diferentes Objetos ou dados. O objetivo é descobrir a personalidade de uma pessoa e construir seu dossiê virtual, que ficará disponível para todos os clientes da Palantir.

Por outro lado, a ferramenta de Mapa serve para fazer buscas em uma determinada área geográfica, criar Heatmaps e consultar o banco de dados de placas de veículos.

Instruções da Palantir sobre como usar um Heatmap.
Instruções da Palantir sobre como usar um Heatmap.

Finalmente existe ainda a ferramenta Object Explorer, o explorador de objetos. Ela é poderosa e versátil para fazer análises de dados, permitindo que a polícia filtre, selecione, mapeie e exporte dezenas de dados. A maior parte do Object Explorer é dedicada à visualização de dados. Nesse sentido, eles podem ser mostrados de modo muito didático – em tabelas numéricas, histogramas, linhas de tempo e gráficos de pizza.

Descubra quem é a Palantir.
Ferramenta exploradora de objetos é muito útil para a polícia.

Serviço para sempre

Mas não apenas isso, de acordo com o modelo de negócio da Palantir, o contratante pode continuar usando os serviços mesmo após o fim do contrato. Ou seja, a empresa proporciona vigilância permanente e por tempo indeterminado sobre as pessoas.

Além disso, foi a Palantir que criou a ferramenta ICM (Investigative Case Management), especialmente para a agência de imigração norte-americana ICE. É essa ferramenta que facilita deportações de imigrantes nos Estados Unidos.

Em suma, foi um contrato milionário, de US$ 41 milhões (R$ 164 milhões). A Palantir tem eventualmente um valor de mercado de US$ 20 bilhões (cerca de R$ 80 bilhões). Por fim, ela foi fundada por Peter Thiel, consultor especial e amigo pessoal do presidente Donald Trump.

Donald Trump e seu amigo Peter Thiel, fundador da Palantir.
Donald Trump e seu amigo Peter Thiel, fundador da Palantir.

A coleta de dados é realmente impressionante, não é mesmo? No Vivo Guru Blog, escrevemos bastante sobre o assunto. Vale a pena ler este artigo sobre como Facebook, Amazon, Apple e outras empresas usam seus dados.

Além disso, temos ainda um artigo sobre o que o Google sabe sobre você. No mais, continue conosco para mais notícias como essas. Até a próxima!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
SegurançaTecnologia
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email