Ônibus lotado ou metrô cheio: afinal, como descobrir?

Google informa sobre metrô lotado. Entretanto, para saber sobre ônibus lotado é preciso entrar em grupos do WhatsApp.

30/10/2019 às 9:00

O Google Maps lançou recentemente nova ferramenta, específica para usuários de metrô e ônibus em 200 cidades do mundo. Nesse primeiro momento, as únicas cidades brasileiras atendidas pela ferramenta para metrô são Rio de Janeiro e São Paulo. Com o novo serviço, a pessoa poderá saber como está a lotação do trem: se está cheio ou vazio. Da mesma forma, passageiros de São Paulo, Recife, Salvador e Brasília terão informações sobre linhas e paradas de ônibus. Entretanto, não sobre ônibus lotado.

Informações vêm dos usuários

Em síntese, o Google alimenta uma base de dados a partir de informações fornecidas pelos próprios usuários do metrô. Dessa maneira, não se surpreenda se você estiver viajando em um vagão de metrô e receber do Google um questionário como este:

Ônibus lotado ou metrô cheio: afinal, como descobrir?
Google pergunta se vagão está com muitos ou alguns lugares vazios, se tem espaço somente em pé ou está completamente lotado.

Para usar a nova ferramenta, o procedimento é bem simples. Basta abrir o Google Maps, marcar seu destino e selecionar o meio de transporte que vai usar.

Então, ao escolher o metrô, surgirá um conjunto de informações, como o tempo que o trem demorará para chegar à estação, a duração da viagem e o número de paradas.

Além disso, avisos do tipo: “normalmente só há lugar de pé neste horário” ou “há pouco espaço para sentar neste horário”. Assim, o novo serviço complementa as informações sobre transporte coletivo que o Google Maps já fornecia.

Ônibus lotado ou metrô cheio: afinal, como descobrir?
Google Maps no metrô de Tóquio, com a informação “normalmente só há espaço em pé”.

Linhas de metrô mais movimentadas

A nova função é especialmente útil para os brasileiros, já que três das dez linhas de metrô com maior lotação do mundo ficam aqui. Estas são, pela ordem:

  • Linha Urquiza, de Buenos Aires (Argentina);
  • Linha 11 – Coral, de São Paulo;
  • Linha A, de Buenos Aires;
  • Linha 8 – Diamante, de São Paulo;
  • E ainda: em Paris, França, a Linha 13;
  • Em Buenos Aires, a Linha C;
  • Em Tóquio, Japão, a Linha Chuo;
  • Novamente em São Paulo, a Linha 9 – Esmeralda;
  • Mais uma vez em Tóquio, a Linha Nippori-Toneri;
  • E, enfim, em Nova York, Estados Unidos, o Trem L.

E ônibus lotado?

A ferramenta para ônibus do Google mostra, nas cidades atendidas, o eventual tempo de atraso de um ônibus e ainda o tempo que levará para chegar ao destino. Essas informações são, portanto, obtidas das agências de transporte de cada cidade e das informações de trânsito instantâneas geradas pelo próprio Google.

No entanto, ainda não dá para informar sobre ônibus lotado ou não, mas sim sobre a quantidade de pessoas que normalmente está esperando na parada. Por exemplo, em São Paulo, na linha de ônibus 106A-10 (Metrô Santana – Itaim Bibi), são duas as paradas com maior número de pessoas, a do INSS C/B e a da Rua Brigadeiro Tobias, 557.

Apps de mobilidade

Similarmente ao Google, existem vários outros aplicativos úteis para quem precisa de transporte urbano. Dessa forma, o mais usado o mundo (são mais de 50 milhões de pessoas) é o Moovit, que se diz completíssimo para todas as necessidades de mobilidade urbana.

Em resumo, o Moovit ajuda quem anda de trem, metrô, ônibus, VLT, bonde, teleférico, barca, bicicleta ou usa serviços como o Uber. Mostra integralmente linhas, estações e trajetos. Em todo o planeta. Bem prático, você pode baixá-lo em Android ou ainda para iOS.

Ônibus lotado tem app que mostra isso.
O Moovit é um excelente app para mobilidade urbana.

Grupos no WhatsApp

Entretanto, nem o Google, nem o Moovit podem prever ônibus lotado. Como descobrir? A criatividade do brasileiro já encontrou uma solução: usuários de várias linhas de ônibus têm se organizado e criado grupos no WhatsApp. Eles trocam informações sobre a lotação e os eventuais atrasos de suas linhas. Além disso, informam se um determinado coletivo não parou em uma parada.

Metrô e ônibus lotado estão na mira das evoluções de funcionalidades do Google Maps e WhatsApp
Quer saber se irá pegar metrô ou ônibus lotado? Google Maps e WhatsApp ajudam.

Esses grupos estão aumentando em muitas capitais brasileiras. Veja aqui alguns exemplos de Porto Alegre. E ainda no Rio de Janeiro. Também existem grupos em Fortaleza, Recife e várias outras capitais.

São, com certeza, movimentos importantes, que ajudam as comunidades de usuários de transporte coletivo e conseguem realmente informar sobre ônibus lotado. Que tal em criar um grupo para sua linha de ônibus?

Em suma, mobilidade urbana é tema recorrente aqui no Vivo Guru Blog. Veja este artigo sobre o Google Maps mostrando localização de radares de trânsito. Ou ainda este sobre personalização do Maps.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
Redes SociaisUtilidades
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email