Ônibus lotado ou metrô cheio: afinal, como descobrir?

Google informa sobre metrô lotado. Entretanto, para saber sobre ônibus lotado é preciso entrar em grupos do WhatsApp.

30/10/2019 às 9:00

O Google Maps lançou recentemente nova ferramenta, específica para usuários de metrô e ônibus em 200 cidades do mundo. Nesse primeiro momento, as únicas cidades brasileiras atendidas pela ferramenta para metrô são Rio de Janeiro e São Paulo. Com o novo serviço, a pessoa poderá saber como está a lotação do trem: se está cheio ou vazio. Da mesma forma, passageiros de São Paulo, Recife, Salvador e Brasília terão informações sobre linhas e paradas de ônibus. Entretanto, não sobre ônibus lotado.

Informações vêm dos usuários

Em síntese, o Google alimenta uma base de dados a partir de informações fornecidas pelos próprios usuários do metrô. Dessa maneira, não se surpreenda se você estiver viajando em um vagão de metrô e receber do Google um questionário como este:

Ônibus lotado ou metrô cheio: afinal, como descobrir?
Google pergunta se vagão está com muitos ou alguns lugares vazios, se tem espaço somente em pé ou está completamente lotado.

Para usar a nova ferramenta, o procedimento é bem simples. Basta abrir o Google Maps, marcar seu destino e selecionar o meio de transporte que vai usar.

Então, ao escolher o metrô, surgirá um conjunto de informações, como o tempo que o trem demorará para chegar à estação, a duração da viagem e o número de paradas.

Além disso, avisos do tipo: “normalmente só há lugar de pé neste horário” ou “há pouco espaço para sentar neste horário”. Assim, o novo serviço complementa as informações sobre transporte coletivo que o Google Maps já fornecia.

Ônibus lotado ou metrô cheio: afinal, como descobrir?
Google Maps no metrô de Tóquio, com a informação “normalmente só há espaço em pé”.

Linhas de metrô mais movimentadas

A nova função é especialmente útil para os brasileiros, já que três das dez linhas de metrô com maior lotação do mundo ficam aqui. Estas são, pela ordem:

  • Linha Urquiza, de Buenos Aires (Argentina);
  • Linha 11 – Coral, de São Paulo;
  • Linha A, de Buenos Aires;
  • Linha 8 – Diamante, de São Paulo;
  • E ainda: em Paris, França, a Linha 13;
  • Em Buenos Aires, a Linha C;
  • Em Tóquio, Japão, a Linha Chuo;
  • Novamente em São Paulo, a Linha 9 – Esmeralda;
  • Mais uma vez em Tóquio, a Linha Nippori-Toneri;
  • E, enfim, em Nova York, Estados Unidos, o Trem L.

E ônibus lotado?

A ferramenta para ônibus do Google mostra, nas cidades atendidas, o eventual tempo de atraso de um ônibus e ainda o tempo que levará para chegar ao destino. Essas informações são, portanto, obtidas das agências de transporte de cada cidade e das informações de trânsito instantâneas geradas pelo próprio Google.

No entanto, ainda não dá para informar sobre ônibus lotado ou não, mas sim sobre a quantidade de pessoas que normalmente está esperando na parada. Por exemplo, em São Paulo, na linha de ônibus 106A-10 (Metrô Santana – Itaim Bibi), são duas as paradas com maior número de pessoas, a do INSS C/B e a da Rua Brigadeiro Tobias, 557.

Apps de mobilidade

Similarmente ao Google, existem vários outros aplicativos úteis para quem precisa de transporte urbano. Dessa forma, o mais usado o mundo (são mais de 50 milhões de pessoas) é o Moovit, que se diz completíssimo para todas as necessidades de mobilidade urbana.

Em resumo, o Moovit ajuda quem anda de trem, metrô, ônibus, VLT, bonde, teleférico, barca, bicicleta ou usa serviços como o Uber. Mostra integralmente linhas, estações e trajetos. Em todo o planeta. Bem prático, você pode baixá-lo em Android ou ainda para iOS.

Ônibus lotado tem app que mostra isso.
O Moovit é um excelente app para mobilidade urbana.

Grupos no WhatsApp

Entretanto, nem o Google, nem o Moovit podem prever ônibus lotado. Como descobrir? A criatividade do brasileiro já encontrou uma solução: usuários de várias linhas de ônibus têm se organizado e criado grupos no WhatsApp. Eles trocam informações sobre a lotação e os eventuais atrasos de suas linhas. Além disso, informam se um determinado coletivo não parou em uma parada.

Metrô e ônibus lotado estão na mira das evoluções de funcionalidades do Google Maps e WhatsApp
Quer saber se irá pegar metrô ou ônibus lotado? Google Maps e WhatsApp ajudam.

Esses grupos estão aumentando em muitas capitais brasileiras. Veja aqui alguns exemplos de Porto Alegre. E ainda no Rio de Janeiro. Também existem grupos em Fortaleza, Recife e várias outras capitais.

São, com certeza, movimentos importantes, que ajudam as comunidades de usuários de transporte coletivo e conseguem realmente informar sobre ônibus lotado. Que tal em criar um grupo para sua linha de ônibus?

Em suma, mobilidade urbana é tema recorrente aqui no Vivo Guru Blog. Veja este artigo sobre o Google Maps mostrando localização de radares de trânsito. Ou ainda este sobre personalização do Maps.

Veja mais sobre
Redes SociaisUtilidades
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email