Vale a pena contratar o LinkedIn Premium?

Além da versão clássica gratuita, o LinkedIn oferece uma opção avançada, com mais recursos. É o LinkedIn Premium. Nós fizemos um dossiê dele para você.

02/01/2019 às 17:00

Meio milhão de usuários em 200 países fazem parte do LinkedIn que hospeda 10 milhões de ofertas de emprego e tem informações sobre mais de nove milhões de empresas. Ou seja, um local perfeito para usar como vitrine profissional, exibir experiências, portfólio e criar networking. A conta básica é de gratuita. No entanto, a rede social possui uma conta com mais recursos: o LinkedIn Premium.

O Premium oferece diferentes opções de planos. O mais barato é o “Plano Carreira”, destinada para candidatos em busca de um emprego. Mas, não é só isso. No “Plano de Negócios”, por exemplo, a rede social facilita o contato de usuários de negócio de modo a poderem usar o site como um meio para expandir empresas.

Há ainda mais dois planos (mais caros) destinados a venda e recrutamento. Esse pacote de vendas tem sido o mais procurado desde o final de 2016, indicando uma tendência de uso da rede social para o marketing.

Conheça o LinkedIn Premium.

Os recursos disponibilizados pelo LinkedIn Premium podem ser testados por 30 dias gratuitamente.

Veja aqui todas as funcionalidades do app LinkedIn.

Benefícios do LinkedIn Premium

Aqui nessa matéria, vamos focar nos benefícios para os usuários básicos. Ou seja, aqueles que estão a procura de uma oportunidade de emprego ou querem dar um upgrade na carreira. Assinando o LinkedIn Premium, por exemplo, você consegue descobrir se um gerente de contratação ou recrutador viu seu perfil nos últimos 90 dias e como chegou até ele.

Além disso, a ferramenta permite ainda que você envie mensagens diretamente aos recrutadores sobre postagens de emprego. Também dá para acessar insights de outros candidatos e compará-los com o seu perfil. Ou ver o salário e outros detalhes sobre as vagas de emprego que não ficam disponíveis na versão free.

Outra possibilidade é entrar em contato com um gerente de contratação pelo InMail, que é 2,6 vezes mais eficiente do que os e-mails. Esse contato deve ser feito para indicar interesse em uma função aberta e causar uma boa impressão antes mesmo de você se inscrever.

Já conhece o LinkedIn Learning? Então, clique aqui!

Porém, seja na versão gratuita ou no LinkedIn Premium, para se destacar na rede social é preciso ter um perfil que atraia e encante o seu público-alvo. Ou seja, as pessoas do seu mercado de trabalho.

Além disso, se você busca uma recolocação, é preciso se destacar nas conexões e interações. Isso significa localizar uma pessoa no LinkedIn, se conectar e se relacionar com ela. Muitas pessoas ainda pensam que o que importa na rede é o número de conexões, no entanto, a qualidade vale muito mais.

Conheça o LinkedIn Premium.

Aprenda conteúdos novos com o LinkedIn Learning. Você pode fazer um curso on-demand e adicionar habilidades ao seu perfil.

Vale a pena para mim?

Em primeiro lugar, use a versão gratuita e todos os recursos que ela oferece. Esgote as possibilidades, que já são muitas. Aqui mostramos algumas.

Se for dono de uma empresa, pode encontrar e se conectar com seus clientes ideais. Então, pode se beneficiar com o LinkedIn Premium para promover seus negócios e fazer a ligação com determinados leads.

Se for pessoa física, busque vagas, poste atualizações de status regulares, e se engaje de várias maneiras com suas conexões. E se todos os recursos da versão gratuita não tiverem dando resultados, então você pode optar pela opção  “Carreira” do LinkedIn Premium.

Acima de tudo, considere que se você começou a buscar emprego recentemente, não tem necessidade de investir na versão Premium. Pode continuar em uma conta básica por um tempo. Depois, se precisar, é só migrar de uma conta para outra.

Saiba que mesmo contratando o Premium você continuará tendo salvo os mesmos 10 alertas de pesquisas de vagas que as contas gratuitas. Veja quais das proposições abaixo se encaixam na sua necessidade. Se responder sim à maioria delas, pode ser que seja interessante contratar. Do contrário, siga na versão clássica e gratuita.

Conheça o LinkedIn Premium.

Vá para a versão premium, apenas se tiver esgotado as opções da versão gratuita.

Faça o teste para avaliar se precisa do LinkedIn Premium

Prepare-se para a migração, caso seja essa a sua decisão. Por exemplo, tenha uma estratégia planejada para conversar com, no mínimo, as cinco últimas pessoas que visualizaram seu perfil nos últimos 90 dias. Ou que visualizaram seu perfil. Se você não tiver essa estratégia, então a versão premium não vale a pena!

Pretende usar o InMail com algum objetivo definido, como comprar, vender, se apresentar, fazer benchmarking, e enviar mensagens para membros do LinkedIn que não são seus contatos? Se sim, então vale a pena assinar a versão paga.

Está buscando recolocação, mas sem tempo disponível para usar a rede diariamente e acha que vale a pena o custo-benefício de pagar o LinkedIn Premium para aparecer nas primeiras buscas dos recrutadores que usam o LinkedIn Recruiter? Portanto, pode ser uma boa opção.

Quer informações detalhadas sobre as empresas que estão divulgando vagas, como tendências no número de funcionários, tempo médio do funcionário na empresa, distribuição e aumento de funcionários por função, novas contratações e total de vagas em aberto por função?

Bem, se você respondeu que sim a maioria dessas perguntas, então faça o teste gratuito, por 30 dias, do LinkedIn Premium. Para saber mais, basta clicar aqui!

E se eu quiser cancelar?

A melhor parte é que você pode testar gratuitamente, por 30 dias, qualquer um dos planos Premium do LinkedIn. Para isso, no menu superior à esquerda, escolha a opção “Experimente Premium Grátis”. Ao clicar no botão você tem acesso a quatro planos Premium distintos. Quando clica, pode ver suas principais características.

Porém, para contratar, precisa colocar os dados do seu cartão de crédito. Pagamento e renovações são automáticos depois dos 30 dias. Para não ser pego de surpresa, é legal colocar um reminder em algum lugar.

Se usar e depois decidir cancelar, não tem problema. É possível voltar para sua conta gratuita facilmente e manter seu perfil, conexões e outros dados. Veja como é fácil cancelar:

  1. Clique no ícone “Eu” na parte superior da página inicial do LinkedIn;
  2. Selecione “Configurações de assinatura Premium” no menu suspenso;
  3. Em “Tipo de conta”, à esquerda, clique em “Cancelar assinatura”;
  4. Indique o motivo do cancelamento e clique em “Continuar”;
  5. Clique em “Cancelar minha assinatura”.

No entanto, não esqueça, ao cancelar a conta Premium, você vai perder todos os recursos, tais como InMail, premium insights em anúncios de vagas e Company Pages, além da lista completa de quem viu seu perfil.

Além disso, se você se cadastrar para uma demonstração gratuita e cancelar, não poderá se cadastrar em outra demonstração gratuita por no mínimo um ano.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
LinkedInRedes Sociais
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email