Libra Facebook: saiba tudo sobre a moeda virtual para usuários da rede social

Mark Zuckerberg criou a criptomoeda Libra e quer facilitar a vida financeira de 1,7 bilhão de pessoas no mundo.

17/07/2019 às 9:00

As criptomoedas vieram para ficar e serão o futuro de como o dinheiro circulará no mundo. Pelo menos, é nisso que o proprietário do Facebook, Mark Zuckerberg, acredita. Tanto que criou uma criptomoeda para a rede social: a Libra. A expectativa é que a Libra Facebook esteja disponível a partir de 2020. Mais abaixo vamos te contar tudo sobre essa moeda virtual.

De acordo com o Zuckerberg, a nova criptomoeda deverá facilitar a vida das pessoas. Por exemplo, com a Libra Facebook será possível pagar contas, fazer compras, receber por vendas ou transferir dinheiro. E tudo isso usando apenas o celular, ou seja, de maneira tão simples quanto enviar um SMS.

Libra Facebook: nova moeda virtual.
Libra, uma moeda com a assinatura do Facebook.

Libra Facebook usa blockchain

Além da facilidade para o uso, Zuckerberg garante que a Libra será muito segura. Aliás, a segurança nas transações é uma das principais características da Libra Facebook e das demais criptomoedas. Isso acontece graças a tecnologia blockchain, uma espécie de livro de contabilidade gigante criptografado e descentralizado onde todas as operações são registradas.

Desta forma, Zuckerberg criou a Libra Association com o objetivo de que a entidade administre a nova moeda. Além disso, reuniu no projeto cerca de 100 empresas sólidas e importantes, como Mastercard, Uber, Visa e PayPal, que vão gerar os recursos para o sistema. A Associação, sem fins lucrativos e com sede em Genebra, na Suíça, será a única responsável pelo controle da nova moeda.

Conheça Libra Facebook: nova moeda virtual.
Já surgiram piadas sobre Zuckerberg e a moeda Libra Facebook.

Valor deve ser estável

A partir do Facebook, WhatsApp ou Messenger, o usuário vai comprar a quantidade que desejar de Libras. Como não existirão de maneira física, as moedas virtuais poderão ser guardadas na carteira digital. Inclusive, o Facebook criou a sua própria, a Calibra. E de lá poderão ser usadas em qualquer lugar que as aceitem. As compras de Libra Facebook serão feitas em corretoras e casas de câmbio.

Você sabe o que são carteiras virtuais? Então, clique aqui e descubra!

O valor da criptomoeda Libra será definido, primordialmente, a partir das cotações de uma cesta de moedas como Euro, Dólar, Libra esterlina (do Reino Unido), Peso e até o nosso Real. A ideia é que esse valor não tenha grandes oscilações.

 Essa é a logomarca da nova criptomoeda Libra Facebook.
Essa é a logomarca da nova criptomoeda Libra Facebook.

No entanto, embora a segurança das transações seja garantida pela tecnologia blockchain, analistas temem pela segurança das informações dos usuários. Afinal, o próprio Facebook já enfrentou grandes vazamentos de dados.

Conheça coisas que você pode comprar com bitcoin

1,7 bilhão de usuários

Aliás, a meta é atingir um total de 1,7 bilhão de pessoas, o que daria à Libra Facebook uma posição muito importante no mundo financeiro. E há quem se pergunte se uma empresa como o Facebook, com histórico de desrespeito pela privacidade de seus usuários, deve ter tanto poder.

Atualmente, somando os usuários do aplicativo com os de outros produtos da empresa (WhatsApp e Instagram) são 2,7 bilhões de pessoas. Isso é mais que as populações da China e da Índia, somadas. É muita gente, e se boa parte deste contingente usar a Libra Facebook, a força de Zuckerberg fica gigante. Ou seja, ele teria, na prática, o maior banco central do planeta.

O Facebook ainda garante que a Calibra, que vai administrar as carteiras virtuais, será uma empresa independente e que não poderá compartilhar dados com a rede social. A menos, é claro, que os usuários autorizem. E é aí que está outro alerta de especialistas: não será difícil conseguir uma autorização de usuários desaviados.

É preciso ter um smartphone

Outro ponto a ser considerado para o uso da Libra Facebook é que os usuários deverão ter smartphone. Portanto, isso poderia ser uma dificuldade, considerando que boa parte das pessoas que não têm conta bancária também não conseguem ter um smartphone.

Conheça Libra Facebook: nova moeda virtual.
Todo uso da criptomoeda Libra Facebook será feito pelo smartphone.

Apesar disso, a Libra Facebook nasce como uma criptomoeda para uso quotidiano, o que é realmente uma inovação. Ou seja, talvez seja o primeiro passo para uma economia sem dinheiro na forma como o conhecemos. Ou, ainda, a primeira moeda realmente global.

Os bancos tradicionais e a Libra

E os bancos tradicionais que já sofrem com a concorrência dos bancos digitais, agora veem na Libra uma nova ameaça. Portanto, é necessária uma adaptação. E na Europa, a reação foi rápida. O setor financeiro da zona do Euro anunciou que até o final de 2020 todos os bancos da região terão um sistema de pagamentos instantâneo e centralizado.

Aliás, muitas autoridades financeiras ao redor do mundo manifestaram preocupação com a Libra e o maior poder que ela pode conceder a Zuckerberg. Porém, a credibilidade das empresas associadas, entretanto, parece ser um ponto a favor.

Libra Facebook exigirá apenas o uso de um celular.
Nova moeda Libra Facebook poderá ser usada a partir de 2020, por meio de smartphone.

Ao mesmo tempo, economistas também gostam da ideia. Especialistas norte-americanos avaliam que a Libra pode ser para as moedas digitais o que a AOL (America on Line, pioneiro dos provedores de internet) foi para a internet. Ou seja, uma ferramenta de popularização. Além disso, a promessa de custos baixos e a grande base de usuários do Facebook podem ampliar o acesso das pessoas a serviços.

Então, achou interessante saber sobre a Libra Facebook? Aliás, aqui no Vivo Guru Blog, estamos sempre atentos às novidades tecnológicas. Portanto, aproveite para saber mais sobre as fintechs, as empresas que unem as finanças à tecnologia digital.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
Redes SociaisTecnologia
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email