Saiba como funciona a cada vez mais poderosa internet da China

Mesmo censuradas e controladas pelo governo, empresas de internet da China são centros de inovação e mudanças.

08/01/2019 às 17:00

No ano 2000, que parece tão distante, o então presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, afirmou que a internet derrubaria as fronteiras. E acrescentou: “A China tenta controlar sua internet. Mas isso é como tentar pregar gelatina na parede”. Entretanto, Clinton, que acreditava que a internet da China iria levar a democracia ao país, estava errado. Não levou. E por lá, a internet segue controlada firmemente pelo governo.

O pensamento de Bill Clinton era o padrão na época. Afinal, como se poderia controlar a internet, essa rede de fluxo livre de informações? E como se poderia controlar e ter uma tecnologia vibrante e em desenvolvimento constante? Contudo a China, e a internet da China, destruíram a tese.

Internet China: saiba como funciona a mais poderosa web do mundo.

Bill Clinton fez previsões erradas e subestimou a internet da China.

Explosão criativa oriental

Dessa forma, hoje, as companhias de internet da China são as únicas capazes de desafiar os EUA em ambição e poder. Por exemplo: a China está anos à frente do mundo ocidental na substituição do dinheiro por pagamento via smartphone. A internet da China, mesmo severamente controlada, é a responsável por isso.

Além disso, a China certamente hoje vive uma explosão de expressão criativa. Há muita coisa nova acontecendo em vídeos curtos, podcasts, blogs e tevê por demanda, como no Netflix. E isso, entretanto, sem que qualquer cantinho da internet da China esteja livre. Ela é controlada permanentemente por milhares de censores.

E ainda sujeita a rígidos controles em tudo: como os dados são coletados, como são armazenados e compartilhados. Em síntese: tudo funciona assim mesmo, e sem o poder do Google ou de uma rede como o Facebook, proibidos no país.

Internet China: saiba como funciona a mais poderosa web do mundo.

Os líderes da nação estão certamente satisfeitos com o modelo de internet da China que eles criaram e controlam firmemente. E a partir de agora o objetivo é mais ambicioso. Em resumo, usar a internet da China para direcionar todo o talento da nação a outro nível. É o da construção de uma economia baseada em inovação, que produza companhias líderes em todo o planeta.

Aliás, até há pouco tempo as empresas chinesas de tecnologia eram conhecidas por copiar o que era criado no Vale do Silício. Você já viu muitos produtos chineses, de celulares a headphones, que eram meras cópias. Hoje isso está mudando rapidamente.

Internet China: saiba como funciona a mais poderosa web do mundo.

Produtos chineses, como celulares, agora podem ser inovadores e não mais cópias.

De olho na internet da China

Os executivos das empresas que controlam redes sociais nos EUA pesquisam empresas chinesas como a Tencent e a ByteDance. O objetivo é aprender truques mais recentes na arte de manter os usuários colados em seus telefones. Eles têm mesmo muito o que aprender.

A Tencent é o maior portal de serviços de internet da China. Portanto, é uma empresa gigantesca, proprietária do WeChat, o Facebook da China, que também é a maior plataforma de pagamentos online do país. Mais de 1 bilhão de chineses fazem pagamentos por celular com o WeChat mensalmente.

Diferente das redes sociais ocidentais, o WeChat faz tudo: é rede para bate papo e postagem de fotos, serve para pagar contas, jogar com os amigos, comprar ingressos ou passagens de trem. O que aqui é feito em vários sites e apps, na internet da China é feito em um só lugar.

Internet China: saiba como funciona a mais poderosa web do mundo.

O TicTok, da Bytedance, é um enorme sucesso em todo o mundo.

Já a ByteDance é uma empresa de internet da China especializada em oferecer ao mercado conteúdos que utilizam Inteligência Artificial com machine learning. Eles são proprietários de uma plataforma multiconteúdo chamada Toutiao (ou “Manchetes”). E também do cada vez mais famoso e utilizado TikTok, o app para criação e compartilhamento de vídeos curtos.

O app TikTok é dos mais baixados da atualidade, tanto para Android quanto para iOS. Em síntese, o TikTok é tão legal que o Facebook o está copiando com um app próprio para criação de vídeos curtos e divertidos. Quer saber mais sobre esse app. Confira uma matéria especial que fizemos sobre ele. 

Apenas uma única e grande regra

Entretanto, como foi que o Ocidente não viu essa moderna internet da China chegando? Certamente porque o autoritarismo chinês foi confundido com hostilidade em relação à tecnologia.

As empresas de internet da China não enfrentam alguns problemas que podem afligir as ocidentais. Lá o Facebook jamais seria investigado por vazamento ou venda de informações de usuários. A internet da China é controlada por apenas uma grande regra: não tente boicotar, solapar ou atacar o governo, ou você vai se dar mal.

Internet China: saiba como funciona a mais poderosa web do mundo.

Baidu é o site de buscas da China.

Gigantes como a Baidu – o maior motor de buscas da internet da China e um dos maiores do mundo – simplesmente respeitam a censura imposta pelo governo e jamais tentam cruzar a linha. Ideologias e crenças indesejadas certamente nunca têm espaço.

Uma vez seguida essa regra, vale tudo. As startups podem ficar gigantescas em pouco tempo. Ou então desabar com grande estrondo. As leis de proteção de direitos intelectuais são fracas, o que não é bom para os criativos. No entanto, os consumidores recebem os frutos da inovação sem se importar se a ideia é original ou não.

Tudo feito pela internet

A Tencent e a sua companheira no gigantismo Alibaba, campeã do comércio eletrônico, souberam sedimentar suas raízes no solo tumultuado e fértil da internet da China. E em poucos anos elas conseguiram modificar profundamente cada aspecto da vida dos chineses. Tudo agora é diferente e feito pela internet, desde conversar a fazer compras, efetuar pagamentos, conseguir um empréstimo. Ou mesmo ir ao médico.

Internet China: saiba como funciona a mais poderosa web do mundo.

A Tencent, proprietária do app WeChat, tem grande influência sobre o povo chinês.

Nunca a China teve tanta influência de entidades privadas sobre a vida das pessoas. E o governo, sempre atento, reage a isso. Ele está querendo ser acionista de tais empresas e participar das diretorias. E, às vezes, reforçando a censura aqui e ali, só para mostrar seu poder.

Assim, a melhor política para as inovadoras empresas de internet da China é nunca se esquecer de ser útil ao Estado. Afinal, é o Estado que pode ser tanto uma benção quanto uma maldição para cada uma delas.

No entanto, como estamos aqui do outro lado do mundo e nos preocupamos com nossa internet, veja como proteger seus dados. E siga conosco aqui no Vivo Tech!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
internetTecnologia
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email