Inteligência artificial para ler pensamentos: o futuro chegou?

Estudante cria dispositivo de Inteligência Artificial que lê seus pensamentos e obedece às suas ordens.

11/10/2018 às 17:00

A tecnologia não para de evoluir. E cada vez mais rapidamente, como é o caso da Inteligência Artificial (IA). Conheça esta história que mais parece ficção científica, mas é real!

O indiano Arnav Kapur se mudou de Nova Déli para a cidade de Cambridge, Massachusetts, EUA, em 2016. O jovem foi estudar no famoso MIT (Massachusetts Institute of Technology), tendo como professora a belga Pattie Maes.

Ambos não imaginavam que as pesquisas fossem render resultados tão incríveis. Arnav criou um fantástico dispositivo de Inteligência Artificial, que ele chama de Alter Ego (Outro Eu, em Português). O aparelho simplesmente lê os pensamentos de quem o usa. E segue suas instruções.

Com a finalidade de mostrar sua invenção, Arnav postou um vídeo que o mostra passeando pelo campus do MIT usando o aparelho. O dispositivo, uma peça de plástico branco, fica na cabeça. Portanto,  o Alter Ego passa por trás da orelha e termina como se fosse um microfone, em frente à boca.

Inteligência artificial para ler pensamentos.

O estudante e inventor Arnav Kapur e seu Alter Ego.

Inteligência artificial fazendo somas

No vídeo, seus lábios estão fechados, mas seus pensamentos aparecem na tela. ”Hora?”, pergunta Arnav. Então uma voz masculina responde: “10 e 35 da manhã”. Depois ele vai a uma loja de conveniência, pega alguns produtos e pensa nos preços. Compra papel higiênico, um wrap italiano, pêssegos enlatados. Pois, conforme Arnav avança, a voz masculina anota os preços, faz a soma e informa o valor total.

E por aí vão as imagens. Mas o melhor mesmo é assistir a este vídeo impressionante:

O Alter Ego é um wearable. Quer dizer: um dispositivo vestível, que se propõe a incorporar uma tecnologia de ponta à nossa vida. A ideia é nunca mais pegar telefones, olhar para telas, sintonizar ou plugar. Afinal, a Inteligência Artificial do Alter Ego de Arnav já é capaz de chamar um Uber sem que ele diga uma única palavra.

Arnav explicou, em entrevista para o site Medium: “Queremos capturar interações tão próximas de seus pensamentos quanto possível”. Mas como? Explicamos aqui no Vivo Tech para você!

Basta vocalizar internamente

Impresso em 3D, o Alter Ego faz uma ligação silenciosa entre o cérebro humano e um dispositivo. Que pode ser seu smartphone ou tablet. Aliás, sem nenhum movimento visível. Basta que o usuário vocalize internamente o que quer.

A vocalização gera um movimento sutil, transmitido pelos ossos do crânio ao receptor do Alter Ego atrás do ouvido. Tudo é fluido e instantâneo, sem inibir os sentidos do usuário.

Inteligência artificial para ler pensamentos.

Ao receber sua instrução silenciosa, o Alter Ego conecta o usuário ao seu dispositivo ou mesmo a outro humano conectado. Em suma: faz a ponte entre ser humano e computador, criando um “outro eu” de Inteligência Artificial (o Alter Ego). Com essa tecnologia, a computação, a internet e a Inteligência Artificial se juntam à personalidade humana.

O cérebro de computador de cada um de nós

O Alter Ego possui sensores eletromagnéticos que “abraçam” um lado da mandíbula do usuário. E aí se conecta ao que Arnav e a professora Pattie chamam de “cérebro de computador”. Esse cérebro pode ser descrito como a massa de informações da internet que acessamos cerca de 80 vezes por dia.

Inteligência artificial para ler pensamentos.

A professora Pattie Maes, guru de Arnav.

Em suma: é um invento radical. Não apenas por não ser invasivo, como também por sua altíssima precisão na “leitura” dos pensamentos do usuário. Nenhum implante é necessário. No futuro, com mais desenvolvimento, Arnav garante que o Alter Ego será quase invisível para terceiros.

Entretanto, havia uma preocupação com a privacidade: e se o Alter Ego lesse todos os pensamentos do usuário? Arnav trabalhou no problema desde o início e conseguiu o que queria. Desse modo, o usuário deve pedir ao Alter Ego que ouça alguma coisa e realize alguma tarefa. Portanto, se não houver tal solicitação interna e silenciosa, o aparelho não acessa o consciente ou inconsciente do usuário.

Captando e entendendo impulsos elétricos

Mas, afinal, como Arnav chegou ao Alter Ego? Em primeiro lugar, o estudante pensou no corpo humano não como limitador de conexões com um computador, mas como condutor.

Em segundo lugar, ele se interessou pelos impulsos da fala. É que, quando falamos alto, o cérebro manda impulsos elétricos para mais de 100 músculos. Mas, quando falamos silenciosamente, conosco mesmos, esses impulsos são muito atenuados.

Inteligência artificial para ler pensamentos.

Entretanto, tais impulsos sutis existem e são a única manifestação física de atividade cerebral. Em síntese, se você pensa, está falando e emitindo sinais.

Em terceiro lugar, Arnav se dedicou a criar um aparelho que captasse esses sinais. No início, o precursor do Alter Ego tinha 30 sensores. Houve muitas tentativas e erros até que eventualmente um sinal fosse captado, resultando em um bip na tela.

Desde então, muito desenvolvimento foi necessário até chegar ao Alter Ego de agora. Ele tem um vocabulário de 100 palavras, incluindo os números de 1 a 10 e executa comandos como somar, subtrair, chamar e responder.

Aqui no Vivo Tech estamos sempre atentos a tudo que diz respeito à Inteligência Artificial. Não deixe de ler também sobre Inteligência Artificial na sala de aula e Inteligência Artificial no diagnóstico de uma doença ocular.

E o futuro, como será?

Inteligência artificial para ler pensamentos.

Para que se torne um produto comercializável, será preciso muito mais pesquisa. Portanto, muito mais tempo. Por enquanto, o Alter Ego é apenas um projeto acadêmico. Não há qualquer previsão de data de lançamento ou preço. Ou mesmo se ele chegará ao mercado.

O Alter Ego pode se tornar um negócio de bilhões de dólares e mudar drasticamente nossas vidas. Como também já existe quem tema que ele acabe com nossa privacidade. Arnav garante que com sua tecnologia isso é impossível. Uma vez que o Alter Ego só entra em ação sob ordem do usuário.

Quer saber ainda mais sobre IA? Então leia sobre Inteligência Artificial é tecnologia que avança na saúde.

 

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
Tecnologia
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email