IGTV ou YouTube? Conheça as vantagens de cada plataforma

Saiba quais são as vantagens e as desvantagens de cada plataforma e como as duas fazem para atrair novos adeptos!

12/07/2018 às 9:12

Desde que o Instagram lançou o IGTV, seu canal para a exibição de vídeos, as comparações com o YouTube foram inevitáveis. Apesar de terem um objetivo muito semelhante, as plataformas têm funções e modos de exibição diferentes. Por isso, trazemos todas aqui. Assim, você pode escolher a opção de acordo com os seus objetivos. Ou então usar as duas! Veja quais são as características desses canais e como usá-los no dia a dia.

Canais têm funções e características diferentes

O que é bom no YouTube

 

 

Há muitos pontos a favor do YouTube. Listamos os principais:

  • Tem milhões de vídeos no catálogo;
  • É abastecido todos os dias por grande número de criadores;
  • Oferece o formato horizontal, ao qual as pessoas estão acostumadas;
  •  É líder de mercado e tem conceito muito bom;
  • É a marca que está na cabeça de quem pensa em vídeos na internet;
  • Está estabelecido há muitos anos;
  • Possui um ótimo algoritmo, que oferece aos usuários sugestões dentro dos interesses deles;
  • Apresenta vídeos de todos os tipos e durações, inclusive filmes de cinema;
  • Oferece oportunidades de ganhos aos criadores de vídeos.

Movimentação do YouTube

O YouTube não ficou parado depois do anúncio do IGTV. Aliás, a plataforma reagiu rapidamente e anunciou novas ferramentas para aumentar a possibilidade de ganhos dos criadores. Os youtubers agora podem oferecer assinaturas, em que os usuários pagam uma taxa mensal, e vender também produtos de marca própria. Eles ganharam ainda a função Première, com avisos a seus inscritos sobre a chegada de novo vídeo.

Para assustar ainda mais a concorrência, o YouTube informou que tem 1,9 bilhão de usuários por mês. Acrescentou que o número de criadores que ganham mais de U$$ 10 mil (R$ 37 mil) por ano aumentou 35%. E que o total dos que faturam mais de US$ 100 mil (R$ 370 mil) por ano cresceu 40%.

É esse o poderoso gigante que o Instagram quer combater com o IGTV.

O que é bom no IGTV?

E quais são as armas do IGTV? Confira:

  1. Imagem muito positiva junto ao seu público – quem usa o Insta ama o Insta;
  2. Usuários se conectam ao Instagram várias vezes por dia, mais do que acontece com o YouTube;
  3. A novidade do formato vertical de vídeo, considerado mais natural para um smartphone; Sem anúncios nos primeiros meses – o YouTube tem muitos anúncios antes da exibição dos vídeos;
  4. Operação simples como de um aparelho de televisão: ligou, tem vídeo rodando; trocou de vídeo, trocou de canal;
  5. Sistema de busca simples e prático;
  6. Experiência muito mais fluida que a do YouTube;
  7. Facilidade para criar um canal e postar vídeos;
  8. É novidade, e o novo sempre atrai curiosidade.

Movimentação do IGTV

Apesar dessas virtudes, o Instagram terá que convencer as pessoas de que o IGTV é um endereço real para vídeos. E não apenas algo a mais em um site de compartilhamento de fotos.

O consultor de marketing digital Olimpio Araújo Júnior falou sobre o tema em seu canal:

Na verdade dá para dizer que o mercado é gigantesco e há espaço para as duas alternativas.

Por que não assistir aos dois?

Não é necessário que usuários do IGTV não assistam nada do YouTube, e nem vice versa. A maioria das pessoas vai curtir ambos, porque o que importa é o conteúdo, não o formato ou o canal.

E como o YouTube já está estabelecido, cabe ao IGTV apresentar as novidades que o consolidem no mercado. Por isso, as duas empresas querem conquistar os chamados influenciadores. O Insta anunciou muito feliz que já tem no IGTV a youtuber norte-americana Lele Pons, rainha da gastronomia no YouTube. Ela trouxe seus 25 milhões de seguidores para uma série de vídeos verticais, curtos e divertidos, com receitas rápidas. Mas nem por isso Lele deixará de utilizar o YouTube como canal para seus vídeos, ela ganha dinheiro lá.

A influencer Lele Pons já está nas duas plataformas

O Instagram anunciou que está negociando com esses influenciadores uma maneira de garantir remuneração para eles. Dependendo do youtuber e sua audiência, o YouTube paga de US$ 0,05 (R$ 0,19) a US$ 5,00 (R$ 19,00) por mil views. Aliás, saiba como ganhar dinheiro na plataforma.

Cultura dos seguidores

A maior fonte de receita do IGTV serão posts patrocinados, comuns no Instagram e adaptáveis ao formato de vídeos curtos.

IGTV estuda forma de monetizar os vídeos

Outra vantagem do Instagram para o IGTV é que os usuários da rede estão acostumados a seguir uns aos outros. Aliás, essa é uma das filosofias do Insta. O aspecto se transforma em um fator multiplicador no IDTG. No YouTube, seguir não é necessário e nem muito usado.

O IGTV foi criado para a forma como você usa o seu celular, os vídeos ocupam a tela na vertical. Implica uma nova cultura para o usuário, mas será necessário bem mais do que verticalidade para arranhar o YouTube.

Youtube ainda é o grande líder

Segundo pesquisas do Pew Research, nada menos que 73% dos adultos dos Estados Unidos utilizam o YouTube. Na média geral dos adultos entre 18 e 64 anos, o Instagram não possui nem metade da audiência do canal de vídeos do Google. Adolescentes (13 a 17 anos) norte-americanos também preferem o YouTube – 85% dizem usá-lo, enquanto o Instagram é usado por 72%.

Para o mundo, a diferença de percentuais explica o 1,9 bilhão do YouTube contra o 1 bilhão do Instagram. Mas não esqueçam: os números são de antes do IGTV.

Para o lançamento do Instagram, a questão nos meses iniciais será descobrir quantos grandes influenciadores ele poderá atrair. Se forem muitos que não se importarem em usar as duas plataformas, o IGTV poderá ser um sucesso. Mas se os grandes ficarem fiéis apenas ao YouTube, a plataforma terá problemas.

Você pode assistir tanto vídeos na horizontal no YouTube quanto verticais no IGTV. Mas, mas mesmo com mercado para todos, os pequenos têm mais dificuldade para sobreviver.

Tem opções para todos os públicos e gostos – e nas duas plataformas!

Achou interessante conhecer a guerra entre IGTV e YouTube? Que tal, então, aproveitar para aprender a fazer vídeos diferentes com seu celular?

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email