Facebook quer seus nudes para combater a pornografia de vingança

O serviço vai bloquear qualquer publicação de foto íntima no Facebook, Instagram e Messenger.

10/09/2018 às 17:00

O crescimento e a consequente popularização da tecnologia trouxeram muitos benefícios para as pessoas. Entretanto, quando associados ao machismo e a maldade de muitos, a internet se torna um ambiente para lá de hostil.

A pornografia de vingança, ou melhor, o famoso revenge porn, é um dos crimes online que faz mais vítimas, principalmente mulheres. Por isso, o Facebook, em parceria com a e-Safety, uma agência de segurança, decidiu procurar uma maneira para tentar evitar que esse vazamento de nudes aconteça (sejam vídeos ou fotos). Assim, a plataforma decidiu bloquear esse material antes que se espalhe pelas redes e se torne público.

Facebook nudes: como assim?

De acordo com a empresa de Mark Zuckerberg, a ferramenta vai funcionar de uma maneira bastante simples. Sempre que pensar em enviar um nude para alguém, primeiro, o usuário precisará entrar em contato com o Facebook.  Aí ele receberá um formulário. E em seguida, um link seguro para fazer o upload da imagem e marcá-la como “imagem íntima não-consensual”.

Desta forma, a rede social vai fazer uma marcação em sua foto e se alguém tentar compartilhá-la, seja pela plataforma ou pelo Instagram, será impedido de distribuir a imagem. Além de ter a conta cancelada na rede.

Facebook nudes: como assim?

O primeiro passo para o Facebook proteger seus nudes é preencher um formulário.

Portanto, para que o Facebook consiga efetuar todos os testes, será necessário que as pessoas confiem completamente na plataforma. Segundo a rede social, a foto ficará armazenada somente por um tempo para garantir o reconhecimento posterior.

Entretanto, uma vez que a pessoa suba a imagem para a rede social,  ainda existe a chance de alguém contornar esse bloqueio e rastrear o nude em questão.

Os testes desta nova tecnologia começaram a ser feitos no ano passado na Austrália e agora serão expandidos para o Canadá, Estados Unidos e Reino Unido.

Twitter contra o assédio sexual

Para acabar com as mensagens de assédio e os tweets que contenham nudes não consensual, o microblog anunciou novas regras. O Twitter, por exemplo, suspende de forma permanente a conta de quem for identificado como a fonte original de nudez não consentida.

Como as pessoas que aparecem nessas fotos quase nunca sabem que o material existe, o Twitter não exige uma notificação da vítima para removê-lo da plataforma.

Não envie nudes pelo WhatsApp!

Facebook nudes: como assim?

Apesar da criptografia, WhatsApp não consegue impedir compartilhamento de nudes por terceiros.

Apesar do aplicativo ter criptografia, é importante lembrar que todas as imagens enviadas ficam salvas no app e na memória do smartphone. Então, pense duas vezes antes de trocar uma foto com alguém por lá. Pois, não é a melhor opção. Além disso, o WhatsApp não notifica se a outra pessoa tira um print da tela.

A prática de passar para outras pessoas vídeos e fotos que contém cenas de nudez acontecem, principalmente, no WhatsApp. Para acabar com a ilusória sensação de impunidade nas redes sociais, o Senado decidiu que quem compartilhar esse tipo de material. Ou  outros que fazerem apologia ao tráfico de conteúdo pornográfico, podem ser punidos com até cinco anos de prisão.

Como se proteger na internet?

Em primeiro lugar, é muito importante estar de olho em sua segurança. Por isso, fique de olho em quem visita o seu perfil nas redes sociais com mais frequência.

Você é o tipo de pessoa que considera que sua vida é um livro aberto? E por isso costuma publicar tudo nas redes sociais? Então, é preciso ter muita atenção.

Além disso, é fundamental revisar algumas das configurações de segurança das plataformas que você usa com mais frequência. E assim, garantir a privacidade de suas postagens e, consequentemente, evitar que desconhecidos tenham acesso ilimitado aos dados da sua vida.

Na hora de guardar as fotos íntimas, sempre evite a nuvem, uma vez que esse tipo de dispositivos são alvos constantes de hackers. Confira nossas dicas e saiba como garantir a sua segurança nas redes sociais.

Facebook nudes: como assim?

Revise as configurações de segurança das plataformas que você usa com mais frequência.

Fui vítima de revenge porn! O que fazer?

Quando o assunto são os crimes virtuais, as mulheres são as maiores vítimas. Segundo informações da ONG SaferNet, elas correspondem a 67% dos casos de sexting e exposição íntima. E o mais preocupante é que esse número só cresce nos últimos anos.

Esse tipo de exposição causa danos irreparáveis à imagem pública das vítimas. Por isso, é muito importante o apoio de amigos e familiares para que a pessoa não se sinta culpada. E consiga superar essa fase difícil e todas as inseguranças que são geradas por ela. Além disso, a psicoterapia também pode ajudar  na autoestima de quem sofre com esse tipo de crime.

Facebook nudes: como assim?

Mulheres são as maiores vítimas quanto o assunto é sexting e exposição íntima.

Falando em Facebook, você sabia que o Facebook e o Instagram decidiram banir as contas usadas por crianças? A partir de agora, a checagem dos perfis das redes sociais será feita de maneira mais rigorosa. E com a mudança, as plataformas pretendem se tornar mais seguro e, consequentemente, combater os discursos de ódio e fake news. Saiba mais aqui!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email