Como a tecnologia vai ajudar você a acompanhar os jogos da Seleção Brasileira

Além de transmissão em 4K pelos canais de TV, há relógio, álbum de figurinhas virtual e apps para você ver jogos no seu smartphone ou tablet

17/04/2018 às 13:55

Prepare-se, porque a Seleção Brasileira está prestes a entrar em campo. A edição 2018 do torneio de futebol que mais mobiliza público nos cinco continentes começa em 14 de junho e vai até 15 de julho. Animado? Muito além da televisão, a tecnologia vai ajudar você a acompanhar os jogos como nunca. Há smartwatch especial, aplicativos, álbum de figurinhas virtual e muito mais. Se liga!

117 mil resultados no Google

Já se foi o tempo de recortar a tabela dos jogos para guardar o papel no bolso e consultá-lo a todo momento. Muito mais fácil é recorrer à internet. Na busca do Google, aparecem nada menos que 117 mil resultados para a tabela. E esse número cresce a cada momento.

Um relógio muito especial para acompanhar a Seleção Brasileira

Do Google, vamos saltar para uma sugestão de tecnologia de ponta. Estamos falando do mais novo lançamento da Hublot, fabricante suíça de relógios de luxo, que, em parceria com a Google, criou o Referee (árbitro, em inglês), um relógio feito especialmente para acompanhar as partidas.

Imagem do smartwatch Hublot Referee.
Serão comercializadas somente 1800 unidades deste exclusivo smartwatch. Imagem: divulgação

O “gadget” é o primeiro da linha Wear OS da Google, novo nome da antiga Android Wear. Somente 2018 exemplares serão fabricados, e os árbitros irão usá-los.

Caro e barato simultaneamente

É o primeiro smartwatch da Hublot, e poucos felizardos o terão. Não só pelo número de relógios produzidos, mas pelo seu preço: US$ 5.000 (cerca de R$ 17 mil). Ele estará à venda a partir de 1º de maio no site Digital Trends, onde também tem um vídeo do Referee. Curiosidade: é simultaneamente o Hublot mais barato e o smartwatch mais caro do mercado.

O Referee vai emitir alertas 15 minutos antes de cada jogo, informar cada gol, cartões amarelos e vermelhos, estatísticas e resultados. São todos os jogos  no pulso do usuário, praticamente em tempo real. Ele tem processador Intel, corpo de titânio (49 milímetros de diâmetro por 13,9 milímetros de espessura) e sua bateria dura um dia. Possui sensores usuais de smartwatches, como GPS, e resiste a profundidades de água de até 50 metros.

Álbum de figurinha virtual

Ok, o Referee faz a gente sonhar, mas há também novidades bem em conta. Quem não gosta de álbum de figurinhas? Os filhos amam, o pai gosta, a galera do trabalho e do condomínio, ninguém resiste! E que tal um álbum de figurinhas virtual? É da Panini, clássica editora de álbuns com figurinhas de papel. Para brincar no celular ou tablet, veja as versões para Android e iOS. Dá até para criar grupos e trocar figurinhas, como fazem os colecionadores tradicionais. Todos os jogadores, todas as 32 seleções e vários itens extras fazem parte do álbum.

Apps para seu smartphone

E você também poderá acompanhar resultados dos jogos, estatísticas e detalhes em apps para seu celular. São completos, você ficará muito bem informado. O app do torneio tem versões para Android e iOS.

E um aplicativo divertido: simulador de resultados feito pelo Globo Esporte. É só ir lá e inserir seus palpites jogo a jogo. O aplicativo monta as classificações a partir de suas escolhas que, é claro, você pode trocar sempre que quiser.

Na TV, transmissão original em 4K

Mas, a não ser que você esteja nos estádios russos, o grande espetáculo será mesmo nos televisores. Os jogos serão transmitidos em 4k (ou Ultra HD), com uma definição de imagem quatro vezes maior que o full HD mais presente nos aparelhos de tv de nosso país.

De acordo com o Estadão, serão poucos os brasileiros que verão os jogos em 4K, por causa do preço dos televisores. Um aparelho com 49 polegadas e 4K custa entre R$ 2.299,00 e R$ 3.690,00, no Magazine Luiza. Há quatro anos, elas custavam bem mais, a partir de R$ 8.000,00.

A Seleção em sua sala e em locais públicos

Na TV aberta, o torneio será exclusividade da Globo, como em 2002 e 2006. A emissora autorizou a transmissão gratuita por televisores ou telões em bares, restaurantes, outros locais públicos, praças e parques. Isso desde que a capacidade seja inferior a 5 mil pessoas, não haja cobrança de ingressos, patrocínios ou sorteios. Ou seja: não vai faltar lugar para ver tudo e curtir com a galera. Como não haverá partidas disputadas simultaneamente, a Globo transmitirá todas ao vivo.

E o mesmo irá acontecer nos canais de TV paga, que transmitirão os jogos: SporTV, do grupo Globo, e Fox Sports. Como são canais dedicados ao esporte, sua cobertura será mais intensiva que a da Globo. Estão previstas análises, entrevistas, reportagens, debates e replays das partidas, o dia inteiro.

Canais extras e apps das emissoras

A emissora SporTV ainda não confirmou oficialmente, mas provavelmente terá canais extras para você acompanhar a Seleção Brasileira, como em 2016, nas Olimpíadas do Rio. E mais uma do canal de esportes da Globo: em parceria com a Samsung, transmitirá em 4K para quem tiver smart TVs da marca coreana. Se for seu caso, confira aqui e baixe o app.

E é claro que dá para acompanhar Seleção Brasileira pelos apps das emissoras, inclusive assistindo ao vivo em seu smartphone ou tablet. O aplicativo do SporTV é este, para Android, e este, para iOS. Já os da Fox Sports estão aqui para Android e aqui para iOS.

Canais sem jogos, mas com programação especial

Tanto os canais ESPN quanto os do Esporte Interativo não têm direitos de transmissão e não mostrarão os jogos. Porém, ambos informam que estarão presentes de todas as maneiras possíveis. A ESPN diz que, durante os 31 dias, suas emissoras transmitirão 700 horas de cobertura do evento. Só para a gente ver a grandiosidade: os jogos somam 96 horas de duração. O Esporte Interativo garante que a Seleção estará presente sempre em suas telas.

Para torcedores fardados

E se você não dispensa uma camiseta oficial para acompanhar os jogos, vai poder se esbaldar!  Um e-commerce que dispara nesta época é o das camisetas das seleções. É claro que as várias versões das camisas da seleção brasileira são as que mais vendem. Mas há quem goste das de outras nações. Nesta página do Mercado Livre você encontra várias opções, com preços começando em R$ 70 e indo até R$ 200.

Image da camiseta amarela da Seleção Brasileira de Futebol.
A nova camisa da Seleção se inspira no amarelo utilizado na década de 70. Imagem: divulgação / Nike

E nesta página da Nike, que é a fornecedora oficial de uniformes da seleção brasileira, você acha uma enorme variedade de produtos oficiais. Além das camisas, tem calções, meias, calças, jaquetas e camisetas de goleiros. E mais: bolas, sacolas, mochilas, bonés, caneleiras e um mundo de opções. As peças mais em conta são minibolas, a R$ 59,90, e, as mais caras, camisetas oficiais de jogo, a R$ 449,90.

Patrocinadora oficial da seleção brasileira

Claro que a gente não podia ficar de fora dessa grande festa. A Vivo é uma das empresas patrocinadoras oficiais da seleção brasileira no torneio. E por isso a gente te convida a cantar junto e jogar junto!

É um ano de Seleção Brasileira mesmo! Quer mais para acompanhar os jogos sabendo tudo? Confira este texto sobre a tecnologia de videoárbitro que será utilizada na competição

Gostou da notícia?

Telefônica
Vivo. Patrocinadora Oficial da Seleção dos Brasileiros
Viva Tudo
172.30.0.187