17 dicas para garantir uma senha segura de Wi-Fi

Drible erros comuns e siga regras básicas para ter uma conexão de fato protegida!

16/04/2018 às 15:08

Sua segurança na internet vincula-se obrigatoriamente à sua rede Wi-Fi. Afinal, a vida passa por ela, suas redes sociais, seus e-mails, tudo. Sendo assim, é fundamental ter uma senha segura. Ou outras pessoas podem pegar carona, roubar parte de sua banda larga e até acessar suas informações pessoais.

Ok, senhas podem ser chatas, mas são necessárias. Nos meios eletrônicos, ainda não existe recurso de segurança mais garantido. Bancos, cartões de crédito, contas de e-mail, redes sociais e lojas online estão entre as numerosas aplicações que dependem dessas combinações.

Com seu Wi-Fi não é diferente. Como criar uma senha segura, então? Siga algumas dicas básicas para aprender de vez! Saiba o que fazer, drible erros comuns e siga regras básicas para ter uma conexão de fato protegida.

5 dicas para criar uma senha segura

Foto de um homem colocando a senha no computador, ilustrando texto sobre como criar uma senha segura para wi-fi
Sabia que usar senhas digitadas com as duas mãos são mais seguras? / Foto: Shutterstock

1. Misture um pouco de tudo

Para criar uma senha segura misture letras, símbolos especiais e números, pois isso dificulta bastante a sua descoberta. Para ajudar a sua memória, escolha uma palavra como base, mas substitua alguns de seus caracteres. Por exemplo, em vez de usar imposto como senha, opte por !mp0$t0. A palavra continua legível e pode ser decorada sem esforço.

2. Senhas com maiúsculas e minúsculas são boas

Em vez de colocar a primeira letra em maiúscula, como fazemos com nomes próprios, coloque a segunda ou a terceira. Ou, então, defina todas as consoantes em uma senha como letras maiúsculas. Ao combinar essa orientação com a dica anterior (misturar letras, símbolos especiais e números), você criará uma senha ainda mais segura.

3. Use uma quantidade de caracteres superior ao recomendado

Uma senha segura exige no mínimo oito caracteres, mas quanto mais, melhor! Senhas de 12 caracteres são bem mais difíceis de decifrar que as de 11, e assim por diante.

4. Crie senhas que exijam as duas mãos para digitar

Se alguém tentar ver a sua senha quando você digita com duas mãos, terá mais dificuldade de descobrir do que caracteres teclados apenas com uma das mãos. Distribua os caracteres pelo teclado!

5. Use sempre senhas diferentes

Por fim, use uma senha para seu Wi-Fi, outra para conta bancária, outra para cartão de crédito, mais uma para cartão da loja. É muito importante. Pode parecer difícil decorar todas, mas você consegue, e apenas assim ficará seguro de verdade.

5 formas de não fazer uma senha

Foto de um calendário, ilustrando texto sobre como criar uma senha segura, no caso datas comemorativas não são indicadas
Escolher a data de aniversário de amigos e familiares está entre os erros mais comuns relacionados a criação de senha / Foto: Shutterstock

1. Não crie senhas baseadas em sequências

Quando alguém mal intencionado quer descobrir sua senha, sempre tenta primeiro as combinações. Portanto, exemplos como 123456, abcdef, 1020304050, 98765, abcdef e qwerty (sequência das primeiras letras do teclado) não são indicadas. Você até pode decorar senhas sequenciais com mais facilidade, mas corre o risco de ter sua conta invadida em poucas tentativas. Evite ao máximo!

Muitos problemas de segurança em empresas e serviços online ocorrem devido ao uso de senhas assim. São desvendadas tão prontamente que muitos sites ou estabelecimentos proíbem seu uso.

2. Não use datas, placa do carro, nomes

Outras barbada para ladrões de senha são seus números especiais. Data de aniversário do cônjuge ou de um filho, data de casamento. Do mesmo modo, evite o número da placa do carro (até do carro que você nem tem mais), o número de sua casa ou apartamento.

Fuja ainda de outros números que você conhece, como do telefone, do CPF ou RG, da conta bancária. Ou o nome do filho, o sobrenome invertido, nome do pai mais o da mãe, essas coisas. Datas são mais seguras que sequências, mas mal intencionados podem descobrir qual significa muito para você e descobrir a senha.

3. Não use senhas relacionadas aos seus gostos

É louco por seu time de futebol? Não cogite usar o nome do time ou de jogadores. Fã de uma banda? Não use o nome do artista ou de alguma música. A mesma coisa se aplica ao seu escritor preferido e de personagens de livros. Em suma, se você gosta muito de alguma coisa, todos ao seu redor devem saber disso. Logo, quem quiser roubar a sua senha vai tentar esse tipo informação.

4. Não utilize as coisas que você vê

Tem muita coisa para ler ao seu redor. O nome da loja que você enxerga quando olha pela janela, a marca na tampa de seu laptop ou forno de micro-ondas. Ou ainda do relógio na parede do escritório. Qualquer nome ao seu redor pode parecer boa ideia para senhas, especialmente quando é um termo difícil de assimilar na primeira tentativa. Exemplos: Eletrolux, Panasonic, Cadence. O problema é que, se você olhar para a inscrição escolhida quando digitar a senha, alguém próximo pode perceber.

5. Não crie senhas parecidas com as anteriores

É normal e recomendável trocar a senha do seu Wi-Fi com frequência. É importante ter cuidados: não repetir senhas que você já tenha usado e nem tentar algo parecido com o que foi utilizado anteriormente. Variação, eis a dica. Resumindo: senhas ruins são óbvias. Experimente sempre combinações diferentes. 5 dicas para criar senhas seguras

7 regras para proteger suas senhas

Foto de um ícone de Wi-Fi sobre o ícone de um cadeado, ilustrando texto sobre como criar senha segura
Após a criação de uma senha segura, alguns cuidados são necessários para evitar sua descoberta. Imagem: Shutterstock

1. Guarde suas senhas na mente

Não escreva sua senha em pedaços de papel, agendas, arquivos eletrônicos desprotegidos. Nada que possa ser acessado por terceiros. Tem muitas, impossível decorar todas? Apenas registre de preferência em um papel ou caderno sem dizer o que significa e guarde em um lugar seguro.

2. Evite “lembrar senha” em computadores públicos

No escritório ou em computadores públicos, esqueça a opção de “inserir senhas automaticamente”, “lembrar senha” ou termos similares. Alguém pode ver.

3. Sempre clique em sair, logoff ou equivalente

Em alguns casos pode não ser suficiente fechar o navegador ao sair de determinado site. A simples reabertura da página pode trazer de volta o conteúdo que você olhava. Para que isso não aconteça, clique nos links ou botões com os dizeres “sair”, “logoff”, “sign out” ou similar. Sempre!

4. Nada de senhas importantes em lugares públicos

Sempre que possível, não acesse serviços importantes, como a página de sua conta bancária, em computadores público. Também evite usar suas senhas em redes Wi-Fi que você desconhece.

5. Não use perguntas com respostas óbvias

Muitos sites oferecem um recurso que permite recuperar a sua senha ao responder determinada pergunta. Forneça uma questão cuja resposta só você conhece, como “qual era o segundo nome de minha avó?”  Não crie perguntas de respostas óbvias como “quem descobriu a América?”

6. Não compartilhe as suas senhas

Mesmo pessoas de sua inteira confiança podem deixar a senha exposta em algum lugar sem perceber. No caso de serviços compartilhados (como uma conta na Netflix ou no Spotify), cada pessoa deve ter seu próprio login, sempre que possível.

7. Cuidado com e-mails ou sites falsos que pedem a sua senha

Qualquer e-mail que pedir sua senha é falso. Cuidado. E-mails ou sites falsos podem ser detectados a partir de endereços não relacionados com o serviço, erros ortográficos grosseiros e pedidos estranhos como recadastramentos.

Viu, nem é tão difícil assim criar uma senha segura e você ainda exercita a memória. Agora, quer ter uma conexão ainda mais protegida? Então leia também o manual de boas práticas: como manter-se seguro na internet.

Gostou da notícia?

Telefônica
Vivo. Patrocinadora Oficial da Seleção dos Brasileiros
Viva Tudo
172.30.0.62