Como conseguir emprego na internet usando o LinkedIn

Mais do que um currículo completo, você precisa produzir artigos e colaborar com grupos. Prestar atenção nas configurações do perfil também é importante!

16/02/2018 às 15:21

As redes sociais podem ser ferramentas valiosas e determinantes na corrida por um novo emprego. Por quê? Em conformidade com uma pesquisa da CareerBuilder, 70% dos empregadores usaram redes sociais digitais em 2017 para encontrar candidatos antes de tomar uma decisão de contratação.

É por isso que no Facebook, Instagram e/ou Twitter, você tem que seguir boas práticas na hora de publicar algo ou tornar o seu perfil privado. Dessa forma, só quem é seu amigo terá acesso às informações sobre você.

E se você pretende conseguir emprego na internet em 2018, o LinkedIn é a opção mais valiosa. Você precisa estar por lá e cuidar da sua imagem para transmitir da melhor forma suas habilidades e competências.

O problema é que a ferramenta ainda está conquistando a simpatia dos brasileiros e anda recebendo diversas atualizações, as quais tornam sua usabilidade um pouco confusa. Mas garantimos que, se você deseja encontrar um emprego em 2018, é importante estar por lá – da forma correta.  

Para tal fim, você precisa seguir três passos bem importantes:

Configure seu perfil para que enxerguem você

Às vezes a gente segue todas as dicas que existem por aí, mas o problema está na configuração da rede social digital. Portanto, para evitarmos esse erro, antes de mais nada, confira se o seu perfil no LinkedIn está habilitado para ser encontrado. Caso contrário, os recrutadores não enxergarão você.

Acesse seu perfil do LinkedIn, vá até Configurações e privacidade, selecione “Procure por emprego” na lateral esquerda e ative a opção “Informe os recrutadores sobre seu interesse por novas oportunidades”.

 

Print da tela "Procura por emprego" do LinkedIn para você entender como encontrar um emprego na internet


Por fim, complete a página
Interesses de carreira com informações reais, que correspondem às suas expectativas. São essas informações que determinarão o perfil de recrutador e de empresa que chegarão até você. 

Agora sim, fique à vontade para verificar as outras dicas que preparamos para você.

Produza artigos com frequência

Imagens, vídeos e infográfico são para o Facebook. O pessoal que está vasculhando o LinkedIn deseja interagir com textos. Interessante, não é mesmo? Pois então capriche nas produções de publicações, cases e principalmente artigos.

Fale sobre notícias ou tendências do seu setor; conte uma história inspiradora que você vivenciou; dê dicas ou comente sobre suas melhores práticas como profissional. E quando você decidir sentar para escrever, considere as duas dicas abaixo:

Vá direto ao ponto

Em 2016, o LinkedIn fez uma pesquisa para esclarecer algumas dúvidas sobre consumo de conteúdo na ferramenta. Conclusão? 45% dos entrevistados falaram que gostavam de publicações objetivas, direto ao ponto. Sem muita “firula”, entende? À vista disso, na hora de criar uma publicação no LinkedIn, tente encontrar uma linha de raciocínio clara e utilize frases curtas. Imagens são bem-vindas.

Utilize fontes confiáveis

Ainda na mesma pesquisa, 42% dos entrevistados comentaram que o último conteúdo que haviam aproveitado era oriundo de “uma fonte confiável”.

Considerando que você ainda não foi reconhecido como um formador de opinião da sua área de trabalho, adapte essa dica para o seguinte: na hora de escrever no LinkedIn, utilize fontes renomadas, conhecidas por produzir um conteúdo de qualidade.

Ficou interessado na pesquisa feita pelo LinkedIn? Confira o conteúdo completo abaixo:

Participe de grupos 

Sim, o LinkedIn também possui grupos. Portanto, trate de interagir com profissionais por lá. Troque experiências, ideias e informações com colegas de setor ou área, potenciais clientes e especialistas. 

Outras ações igualmente importantes são:

  • Atualize sua foto e escolha aquela mais profissional e atual que você tem;
  • Complete todas as informações do perfil;
  • Peça recomendações de ex-chefes, colegas de trabalho e colegas;
  • Capriche no Resumo do Perfil, mostre um pouco da sua personalidade, assim como outros dados relevantes, conquistas e informações.

Além do LinkedIn, conseguir emprego na internet?

Google for Jobs

Funcionando só nos Estados Unidos desde o ano passado, a nova ferramenta foi chamada nos EUA de Google For Jobs (Google Para Empregos).

O buscador é simples e fácil, além de oferecer ao usuário a oportunidade de tomar conhecimento de novas posições em aberto de forma mais rápida, ao pesquisar a vaga direto pelo Google. Com essa ferramenta, você poderá fazer buscas genéricas ou pesquisar uma oportunidade específica.

O resultado inclui além da descrição da vaga, informações adicionais sobre o perfil da empresa e em alguns casos avaliações sobre ela – informações da Love Mondays.

Área do Facebook para experiências de trabalho

Além de ser dono dos principais aplicativos do seu smartphone, o Facebook está implementando um novo recurso para que você, além de interagir com os amigos e consumir o conteúdo das suas marcas favoritas, tenha espaço para divulgar suas experiências de trabalho.

Ou seja, a rede de Mark quer ajudá-lo a conseguir emprego na internet. A funcionalidade vai se localizar na seção padrão “Trabalho e educação” e o visual é bem similar às páginas do LinkedIn.

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email