Como a tecnologia está mudando o mercado de aluguéis

A última década viu acontecer uma revolução nos aluguéis de propriedades, graças à crise e às mudanças de comportamento provocada pelos millenials. Agora os envolvidos correm para se adequar ao novo público. millennials.

Eles preferem viver em áreas superurbanas, mais perto de onde tudo acontece, e com todas as facilidades possíveis. E há um grande número deles chegando ao mercado. O New York Times reportou que somente a cidade de Nova York terá um aumento de cerca de 24 mil novas unidades alugadas até o final de 2017.

Em anos anteriores, a indústria demorou para adotar a tecnologia porque todo o negócio estava voltado para um único grupo, formado por gerentes de imóveis e locatários. Recentemente, contudo, uma nova onda de inovação tecnológica direcionada a quem procura a propriedade certa e os donos delas, está tomando conta do cenário imobiliário.

A tecnologia a serviço do bem-estar de todos

Para os empreendimentos, é muito difícil desenvolver o próprio sistema de listagem, e os sites existentes geralmente aumentam as taxas do candidato, mas não a qualidade. Também quem procura apartamento considera os sites pouco úteis. Para mudar esse quadro, surgem novos serviços, muito mais conectados com as expectativas atuais.

As plataformas mais bem sucedidas investiram fortemente na melhoria da qualidade de seus dados e se concentraram em tornar uma indústria tradicionalmente opaca em mais transparente para os inquilinos. A experiência de aluguel com ajuda de concierge também permitiu que inquilinos se conectem com um especialista que pode orientá-los na locação.

Novas formas de pagamento

Pagamentos sempre foram um incômodo para inquilinos e proprietários. Muitos deles ainda estão presos na era pré-digital. Considerando que o setor de pagamentos sofreu uma imensa mudança devido à inovação tecnológica, é difícil entender por que as indústrias que contam com pagamentos agendados não se inovaram.

Para ajudar a resolver isso, opções simplificadas têm ganhado espaço. Serviços como o RentPayment oferecem soluções de pagamento feitas para atender tanto aos locatários quanto aos proprietários. Isso torna mais fácil para os inquilinos pagar a tempo, e para os proprietários processar o pagamento.

VRBO e Airbnb

Há muitas características de uma propriedade que não são identificadas e descritas, o que significa que os inquilinos muitas vezes não têm os dados que precisam para encontrar a propriedade certa para suas necessidades. É por isso que a indústria está se voltando para a tecnologia de processamento de linguagem natural, para pesquisar críticas de locatários para dados que de outra forma passariam despercebidos.

O aumento de sites de aluguel de curto prazo, como o VRBO e o Airbnb, estão mudando o jogo quando se trata de investimento imobiliário. Com isso, investidores experientes começam a adquirir propriedades que podem ser usadas para aluguel de curto prazo em sites como esses. Essa mudança foi tão rápida que criou um grande debate em cidades como San Francisco e San Diego, que enfrentaram batalhas legais contra esses sites. Apesar da controvérsia, essas ferramentas têm gerado muitos ganhos monetários.

A vez dos millennials

Mesmo players experientes do negócio ainda não estão totalmente por dentro. É preciso mergulhar no universo dos millennials para entender o que querem e como querem, já que são uma das maiores forças atuais. Em muitos casos, para esse público, viver perto de supermercados, transporte público, bares e restaurantes é mais importante do que a qualidade do próprio apartamento. Ter as informações mais recentes sobre os interesses dos inquilinos pode ajudar os gerentes de imóveis a melhorar seus esforços de marketing para alcançar o mercado.


Fonte: The Next Web


Veja mais sobre