Seu celular trava? Saiba como enfrentar esse problema

O celular pode travar por vários motivos, todos ligados ao uso de memória RAM. Veja o que fazer!

19/02/2020 às 9:00

Inegavelmente celular novo é uma beleza, não é mesmo? Abre qualquer programa rapidamente. Entretanto, na medida em que a gente vai usando mais e mais o aparelho, a perfeição é afetada. Certamente, a velocidade diminui, os aplicativos sofrem solavancos. E, por fim, acontece o inevitável: o celular trava. O que fazer? Não se preocupe, mostramos abaixo para você!

Antes de mais nada – não é azar! Independente do sistema operacional, todo celular trava depois de muito tempo de uso. As razões são variadas, e falaremos sobre elas. Além disso, há soluções práticas para evitar ou diminuir os travamentos.

Se o celular trava, mantenha-o limpo, atualizado, com memória disponível e com poucos apps instalados.
Se seu celular trava, há maneiras de evitar e até eliminar o problema.

Mais apps, mais uso de memória

Em síntese, celulares novos não travam. Simplesmente porque têm menos coisas para processar. Afinal, os programas instalados são poucos e a memória para armazenamento está quase toda disponível. Então, as tarefas são executadas com tranquilidade.

Mas você vai instalando mais programas, armazenando fotos, vídeos, músicas. E eventualmente o sistema sofre, o celular trava. Assim, não esqueça que o smartphone é parecido com um computador.

Em princípio, é necessário cuidar para não usar toda a sua memória RAM (para rodar os programas), nem encher a memória para armazenamento.

Enfrentar um celular travado é comum em telefones mais velhos.

Aparelhos simples sofrem mais

Sem dúvida, os modelos básicos de celulares são os que mais sofrem travamentos. Isso acontece principalmente porque têm pouca memória RAM (1GB ou até menos). E em virtude de possuírem menos memória para armazenamento (16GB, 8GB ou abaixo disso). Então, sua capacidade de rodar programas complexos é reduzida.

Da mesma forma, não é possível armazenar muitas fotos ou vídeos. Os celulares básicos trabalham no limite de sua capacidade de processamento e quase sem memória disponível. E aí, com certeza, o celular trava. Se esse é seu caso, a melhor solução, sempre que possível, é trocar de aparelho.

Mais memória, menos problemas

Por outro lado, a tendência de travamento é muito menor em aparelhos com 3, 4, 6 ou até 8GB de memória RAM. E com 64, 128 ou 256GB para armazenamento.

E é isso que você ganha com celular poderoso. Todavia, é claro, o custo desses aparelhos é um fator importante. Aliás, se o problema é só falta de memória para armazenamento, a solução é simples: instale um cartão micro SD.

Seu celular trava? Veja as dicas

Todos travamentos provêm, portanto, de falta de capacidade de processamento e de memória. Mas digamos que você não quer ou não pode trocar de aparelho. Nesse caso, são várias as alternativas para impedir esse tipo de problema. Se seu celular trava, experimente as recomendações a seguir.

Problemas com falta de memória RAM levam a travamentos.

A primeira delas: desinstale todos os apps desnecessários. Tem muito app que a gente instala, usa um pouco e depois esquece. Então, desinstale todos eles e ganhe memória e mais velocidade.

Quanto mais básico o celular, menos apps ele deve ter instalado. Aliás, praticamente todo app significa um processo rodando em segundo plano e uso de memória RAM. Apps de mensagens e redes sociais estão sempre em execução. Confira quais você realmente usa e desinstale os demais.

As redes sociais usam memória RAM constantemente.

Menos ícones, telefone mais limpo

Em segundo lugar, não mantenha ícones demais nas páginas iniciais de seu celular. Sem dúvida, muitas páginas iniciais significam lentidão e o celular trava. Nesse sentido, organize os ícones, elimine das páginas iniciais os que você usa pouco.

Além disso, diminua o número de páginas, colocando o máximo de ícones de apps em uma mesma página. Um truque extra é agrupar os ícones em pastas, o que despolui visualmente e diminui o número de páginas. E ainda mais: nunca deixe um ou dois ícones soltos e isolados em uma página.

Só 2 widgets na página inicial

O mesmo se aplica aos widgets, os pequenos ícones de atalho que estão nas páginas iniciais.

Só para exemplificar, há os widgets para clima e para anotações, para agenda e para e-mail. O ideal é ter no máximo dois na página inicial.

Mantenha celular com apenas dois widgets na página inicial.

Nada de papéis de parede animados

Outra coisa que consome memória RAM e ainda bateria e, por esses motivos, pode levar a travamentos: papéis de parede animados. São bonitos e agradáveis de ver, mas exigem muitos recursos do smartphone, que você poderia usar de forma mais útil.

Portanto, a terceira dica é optar por papéis de parede estáticos, que não dão trabalho extra ao celular. Use uma imagem disponível no próprio aparelho ou uma foto de sua galeria.

Google Files ajuda muito

Todas essas ações evitam o uso demasiado de memória RAM e de memória de armazenamento. Procure manter sempre seu telefone o mais “limpo” possível, deletando todos os arquivos desnecessários.

Se o seu celular trava, também pode ser útil o app Google Files, um limpador desenvolvido pelo próprio Google e muito eficaz. É gratuito, fácil de usar e pode ser baixado aqui.

Ele remove arquivos desnecessários e não utilizados e, além disso, faz backup na nuvem. Resultado: smartphone mais “limpo”, mais rápido e sem travar.

Motorola One está à venda nas lojas Vivo
Apps geram cache e elas ocupam muita memória.

Apps geram memória cache

Por fim, se o seu celular trava, a causa também pode estar na memória cache, os arquivos temporários gerados para acelerar alguns processos. Todos os apps geram memória cache, e elas podem acabar ocupando muita memória.

O Google Files limpa a memória cache, mas há outra maneira de fazer isso: reiniciando o celular.

É muito importante reiniciar

Reiniciar é um dos processos fundamentais para manter seu celular sempre rápido e eficiente. O mero ato de reiniciar limpa toda a memória cache e deixa todos os sistemas e apps na melhor condição operacional. Dica: reinicie seu smartphone uma vez por semana e não tenha mais travamentos. Uma variação é desligar o aparelho e religá-lo após cerca de cinco minutos.

Igualmente é importante manter tudo atualizado. Instale todas as atualizações de sistema que surgirem. Atualize também seus apps sempre que houver possibilidade. Permita ainda atualizações automáticas, é o mais prático e eficaz.

Fazer root ou jailbreak não compensa

Em resumo, se o seu celular trava, mantenha-o limpo, atualizado, com memória disponível e com o menor número possível de apps instalados. Essa é a base para evitar travamentos.

Há quem sugira ainda que seja feito root nos aparelhos Android (ou jailbreak nos com iOS). Isso permite um gerenciamento maior por parte do usuário.

Acreditamos que tais procedimentos atendem usuários bem experientes, além de trazerem perigos à integridade do aparelho. Por esse motivo, não recomendamos – os riscos são maiores que os eventuais benefícios.

Aliás, se o seu celular está com a memória quase cheia, que tal experimentar os apps lite? Além disso, confira a nova tendência de celulares pequenos.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
Tecnologiatelefonia móvel
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email