Carro sem motorista: futuro está cada vez mais próximo

Muitas empresas trabalham no desenvolvimento de carro sem motorista, o que irá salvar muitas vidas

14/11/2018 às 9:00

Um belo dia você vai chamar um carro por meio de um aplicativo. Então, ele chegará à sua porta, você vai entrar e ser conduzido até seu destino. Sem falar com ninguém, porque estará usando um carro sem motorista, ou veículo autônomo. Aliás, há pouco tempo isso pareceria ficção científica, mas hoje já está bem mais próximo da realidade.

O carro sem motorista certamente é a evolução natural do meio de transporte individual. Já mostramos aqui, no Vivo Tech, os benefícios de dirigir um carro sem condutor. Portanto, muitas empresas (do setor automotivo ou não) vêm trabalhando em seu desenvolvimento.

O exemplo acima é do nível máximo de performance, mas há uma escala de 5 níveis desse aperfeiçoamento. Vamos conhecê-los?

Você usaria um carro sem motorista?

Carro sem motorista tem tecnologia desenvolvida por muitas empresas.

  • Nível 1: o de auxílios

É mais antigo e está há algum tempo em vários carros. É composto por auxílios ao motorista como o piloto automático (que mantém o veículo em uma velocidade pré-fixada) ou os assistentes de frenagem – que freiam o carro automaticamente quando detectam um obstáculo.

Além disso existe também um sistema de nível 1 que controla a velocidade em curvas. Nesse nível, contudo, a presença de motorista é sempre indispensável. Muitas marcas e modelos de carro aqui no Brasil oferecem um ou mais desses dispositivos.

  • Nível 2: com mais tecnologia

Em suma, desde 2014 estão no mercado veículos de nível 2. Nesse estágio, o carro sem motorista eventualmente diminui um pouco sua dependência do condutor. Ele é capaz de manter a velocidade e frear sozinho.

E, além disso, consegue manter o carro na mesma faixa da pista sem que o motorista segure o volante. Entretanto, ainda precisa – e muito – de um condutor. Alguns modelos, do Chevrolet Cruze ao Volvo XC 90 e ao Audi Q7, oferecem essas funcionalidades no mercado brasileiro.

  • Nível 3: quase chegando lá

Contudo, é no nível 3 que o carro sem motorista começa a parecer completo. Um dos raros que se enquadra nessa categoria é o Audi A8 2019, que controla a direção e também pode fazer algumas manobras de modo autônomo.

Você usaria um carro sem motorista?

O Audi A8 2019 tem várias funções de direção autônoma.

Contudo, o motorista precisa ficar atento: ele é obrigado a assumir o volante em determinadas situações, como quando as faixas das avenidas ou rodovias não estão bem sinalizadas. Assim, mesmo sem dirigir, o condutor precisa ficar com um olho na via.

  • Nível 4: o carro sem motorista

O carro sem motorista de nível 4 é o que todos querem: afinal o motorista não precisa fazer nada, o carro executa tudo sozinho. O condutor pode se dedicar a qualquer atividade (ler, conversar via celular, cochilar) que o carro o levará ao destino.

Aliás, um detalhe interessante: o carro pode chegar a uma situação em que não sabe o que fazer. E aí ele vai perguntar ao condutor. Entretanto, se esse estiver dormindo e não responder, o carro estacionará e ficará esperando.

Algumas empresas, como Tesla e Uber, testaram carro sem motorista no nível 4. No entanto, como aconteceram acidentes recentes, eles ainda não estão prontos para o mercado. É possível que os tenhamos nas ruas somente em  2021.

  • Nível 5: a realização total

O último nível de automação, o verdadeiro carro sem motorista, é o nível 5. Um veículo que é um escritório, uma sala de cinema e lazer. Ou então, o que o motorista quiser. Sem nenhuma preocupação com a condução, que é completamente autônoma, eficaz e segura. Carro sem motorista de nível 5 não terá voltante, nem pedais.

Você usaria um carro sem motorista?

Um exemplo de carro nível 5 é o Lexus 2054 do filme “Minority Report”.

Esses veículos fantásticos – que também devem acabar com os acidentes – podem chegar ao mercado a partir de 2026. Mas, eventualmente, você já viu pelo menos um deles em ação: o Lexus 2054, do filme “Minority Report”, com Tom Cruise. Aliás, “Minority Report” pode ser visto e revisto por você – ele faz parte da grade da rede Telecine, em sua Vivo TV. É uma excelente diversão em cinema de ficção científica.

Aproveite para assinar a Vivo TV!

Para salvar muitas vidas

E por que o carro sem motorista é importante? Principalmente pelo respeito à vida humana. Conforme a ONU, 1,25 milhão de pessoas perdem a vida anualmente no mundo em acidentes de trânsito. No Brasil são cerca de 40 mil a cada ano. Aliás, a maioria tem como causas negligência ou falha involuntária humana. Portanto, um estudo da consultoria McKinsey estima que os veículos autônomos podem reduzir os acidentes em até 90%.

Além disso, o carro sem motorista libera o condutor de uma tarefa cada vez mais estressante nas grandes cidades congestionadas do mundo. Assim, a pessoa poderá se ocupar de tarefas mais agradáveis no caminho de casa ao trabalho.

Aliás, não há dúvida de que o carro sem motorista de nível 5 será uma realidade. É inevitável em virtude da quantidade de investimentos em seu desenvolvimento e do número de empresas trabalhando nisso. São mais de 24, incluindo gigantes de tecnologia, como Google, Amazon e Apple.

E ainda indústrias automobilísticas como GM, Ford, Volkswagen, Volvo, Audi, Mercedes, BMW, Fiat-Chrysler, Hyundai, Toyota e Renault. Em síntese: todas estão aplicando somas bilionárias nessa inovação, vários bons resultados certamente vão surgir.

Acidente tirou Uber do segmento

Você usaria um carro sem motorista?

Um acidente fatal em março de 2018 fez com que todo o processo parasse na Uber.

E quanto teremos de verdade um carro de nível 5 nas ruas? Certamente não antes de 2026. O Uber já imaginava ter um carro nível 4 operacional atualmente. Mas, um acidente fatal em março de 2018 fez com que todo o processo parasse. Já a Tesla teve dois acidentes fatais que também comprometeram seu avanço. Cada companhia possui uma estimativa de data, mas nessa área os imprevistos acontecem com frequência.

Por exemplo: a GM já investiu US$ 5 bilhões (cerca de R$ 18,5 bilhões) no seu projeto de carro autônomo Cruise. O lançamento deveria acontecer em meados de 2019. No entanto, foi adiado sem nova data, por “dificuldades tecnológicas”. O que acontece é que o sistema do Cruise está com dificuldades para definir se um objeto está parado ou em movimento.

O Waymo parece estar na frente

Talvez o Google tenha o projeto mais avançado com seu sistema de carro sem motorista: o Waymo. Ele é aplicado em vários modelos de carros normais e modelos de teste andam mais de 40 mil quilômetros por dia. A Waymo é a única empresa com uma frota grande nas ruas. Ela comprou 20 mil Jaguares elétricos e 62 mil minivans Chrysler Pacifica, que já estão sendo entregues e utilizados.

Você usaria um carro sem motorista?

Os carros Waymo, do Google, estão em teste na cidade de Phoenix, no Arizona (EUA).

Um projeto piloto de uso em circunstâncias reais está acontecendo agora: os moradores da cidade de Phoenix, no Arizona (EUA), estão sendo convidados a andar – sem dirigir – nos carros Waymo.

Outros cenários atualmente, sempre para carros de nível 4: a Ford acredita que seu Argo AI estará no mercado em 2021. A Honda diz ainda que usará tecnologia Waymo e terá carros prontos para a estrada em 2020.

Já a Volvo prediz que poderá ter carro sem motorista nível 4 para estradas por volta de 2020, entretanto para centros urbanos somente no ano de 2030. Fiat (com tecnologia Waymo) e BMW pensam em 2021.Conforme a Renault, a empresa trabalha para ter minicarros urbanos em 2020 e veículos totalmente autônomos em 2026.

Cada empresa tem sua rota e seus planos. E nós, certamente, teremos carro sem motorista em poucos anos. Aproveite e leia também sobre outras tecnologias futuristas no desenvolvimento de veículos. E siga conosco no Vivo Tech para mais novidades sobre o assunto!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
TecnologiaTransporte
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email