Bikxi, Uber Bike e Ofo: conheça os apps de aluguel de bicicleta

Aplicativos de compartilhamento de bikes começam a ganhar espaço em grandes centros urbanos do mundo.

06/03/2018 às 11:31

A cada dia, o tema mobilidade urbana torna-se mais importante. O trânsito caótico e a dificuldade de locomoção refletem na insatisfação da população de forma exponencial. De acordo com pesquisa realizada pelo Ibope, em São Paulo, o trânsito e o transporte pioraram em 2017. Aliás, a avaliação dos paulistanos, que era de 3,2%, em 2016, caiu para 2,7%.

De olho nesse contexto, era de se imaginar que novas alternativas iriam surgir. Exemplos de mobilidade e sustentabilidade, tais apps também começam a ser desenvolvidos no Brasil.

O “táxi bike” brasileiro

Em São Paulo, o Bikxi, resultado da mistura das palavras bike e táxi, exatamente, promete pegar. Disponível para Android e iOS, o app brasileiro traz uma proposta de carona em bicicletas por ciclovias ou ciclofaixas.

A princípio, apenas duas rotas foram inauguradas para testes. Os trajetos são entre Berrini e Faria Lima, além de Vila Mariana e Avenida Paulista. O serviço do Bikxi funciona com bicicletas duplas e elétricas, guiadas por profissionais devidamente treinados. Além disso, você ainda pode optar por pedalar junto – ou não. Desta forma, comparado a serviços gringos, a proposta de “taxi” que diferencia o serviço paulistano dos demais.

Ou seja, para pagar a “corrida” basta cadastrar um cartão de crédito no app, ou pedir pelas tradicionais máquinas de cartão de crédito e débito. O Bikxi não aceita dinheiro. 

Famoso piloto norte-americano

Em janeiro, a popular Uber anunciou um programa de aluguel de bicicletas. A iniciativa tem parceria da JUMP, startup que, recentemente, recebeu a primeira e única permissão para operar o serviço em São Francisco. Com o Uber Bike, você pode reservar os veículos sustentáveis pelo aplicativo.

Então, não quer pedalar? Tudo bem! As bikes são elétricas, para agilizar o trajeto dos mais apressados ou ainda ajudar naquela subida bem íngreme.

Disponível para Android e iOS, o valor do serviço é de US$2,00 por 30 minutos. A iniciativa ainda segue em fase piloto apenas na cidade de origem.

Bikxi, Uber Bike e Ofo: conheça os apps de aluguel de bicicleta.

O Uber Bike conta com bicicletas elétricas para facilitar o deslocamento.

App chinês de sucesso

Além de ser modelo quando o assunto é pagamento por aproximação, a China também se destaca em relação aos apps de compartilhamento de bicicletas. A Ofo, maior empresa do segmento no mundo, tem um milhão de bikes circulando em Pequim.

Aliás, o aplicativo mapeia as unidades disponíveis nas redondezas e para pegar uma “bici” basta aproximar o telefone do QR Code abaixo do guidão. Pronto, rodas destravadas e um veículo sustentável pronto para andar, ou melhor, pedalar!

Disponível para Android e iOS, o serviço ainda sai baratinho, $1 (moeda local) por hora, valor que pode ser pago em cartões, paypal ou dinheiro. Além da China, o Ofo opera nos EUA, Reino Unido, Austrália, Japão, Malásia, Rússia, Tailândia, Singapura, Espanha, Itália, Portugal, Holanda, República Checa, Israel, Áustria e Cazaquistão.

App extra: no sudeste asiático, outro aplicativo que funciona muito bem atende por Grab. A opção traz a mesma proposta, o aluguel de bicicletas através de aplicativo. Países como Malásia e Indonésia usam esse serviço.

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email