Apple faz parceria com Volkswagen para desenvolver carros autônomos

Vans da VW estão sendo transformadas pela Apple em veículos elétricos e sem necessidade de motorista.

15/06/2018 às 14:00

Você sabia que a Apple quer muito produzir carros autônomos, que transportam pessoas ou cargas sem a necessidade de motorista? Pois é, a empresa tem um projeto de carros autônomos desde 2014, acredita? Mas só agora encontrou uma empresa para investir junto: a Volkswagen.

A parceria Apple-Volkswagen se concretizará em Vans T6, produzidas na fábrica da VW em Hannover, Alemanha. Aliás, os veículos estão sendo transformados para condução autônoma. E, em princípio, serão usados pela Apple para transporte interno entre dois campus da empresa, na Califórnia.

Apple faz parceria com Volkswagen.

A Van VW T6 na sua versão Kombi, para passageiros.

As T6, sucessoras da Kombi, são produzidas em modelos para carga e passageiros. Na Califórnia, elas serão o laboratório do desenvolvimento das ideias próprias da Apple sobre condução autônoma. Por isso, o New York Times publicou reportagem dizendo esse é apenas novo capítulo da controvertida relação da Apple com carros autônomos.

O iPhone dos automóveis

Há quatro anos, a Apple anunciou que queria construir um veículo autônomo para revolucionar a indústria automobilística. Aliás, a meta do chamado Projeto Titan era surpreender a humanidade com o iPhone dos automóveis. O carro seria elétrico, sem motorista, com interior luxuoso e com os passageiros sentados uns de frente para os outros. Dessa maneira, seria uma verdadeira sala de estar sobre rodas. A partir disso, programadores e cientistas espaciais passaram a trabalhar sob o comando de Jonathan Ive, chefe de design da Apple.

Apple faz parceria com Volkswagen.

Perspectiva do Projeto Titan.

Apple: tudo revolucionário

O carro teria de ser tudo – menos convencional. Com isso, o projeto Titan incluiria realidade aumentada e painéis holográficos projetados em janelas e para-brisas. Além disso, haveria um teto feito de um polímero especial que reduz o calor do sol. E as janelas escureceriam ou clareariam controlados pelo usuário, como as do Boeing 787 Dreamliner. Dessa forma, foram estudadas versões sem volante e pedal de acelerador, com portas motorizadas e até com substituição de rodas por esferas.

A ideia era construir o carro, desde seu chassi e baterias, no próprio campus de Cupertino, na Califórnia. Muito futurístico mesmo. Mas logo ficou óbvio que tudo – do design à montagem – era mais difícil do que se imaginava. O Projeto Titan sucumbiu a seu próprio gigantismo e ousadia.

Busca por parceiros

Então, veio um encolhimento e uma busca por instalações para abrigar a fábrica nos Estados Unidos. E também por potenciais parceiros para construir chassis e rodas. Em um novo passo, a Apple queria parceiros que fornecessem carros onde ela pudesse instalar seus softwares. A empresa comprou dois modelos Lexus, modificou-os e saiu a rodar com eles pela Califórnia. A frota chegou a 55 veículos, mas nunca houve acordo com a Lexus.

Aí, o rumo mudou mais uma vez! Pois a Apple sentiu necessidade de ter uma montadora de veículos como parceira. Iniciou negociações com a Mercedes Benz, que não deram em nada. Em seguida, tentou fazer um acordo com a BMW, também sem sucesso. Motivos: as fabricantes alemãs alegaram que a Apple queria acesso ilimitado aos dados e design de propriedade das duas montadoras.

Houve outras tentativas de acordo. Com a japonesa Nissan, a chinesa BYD Auto e até com a fabricante de carros esportivos inglesa McLaren. Porém, nenhuma negociação se concretizou.

Transformação na Itália

Com a VW, o acordo surgiu com a Van a diesel. Mas o mesmo deverá ser adaptado também para motores elétricos. A plataforma da Van T6 é bem apropriada para a instalação de baterias elétricas.

A transformação das Vans em veículos elétricos autônomos está sendo feita em Turim (Itália), na subsidiária da VW chamada Italdesign. A carroceria, o chassi e as rodas permanecem os originais. Além da troca do modo de propulsão e instalação de grande bateria, a Apple está modificando bancos e painéis de instrumentos. E instalando vários computadores e sensores.

As T6 Apple, elétricas e autônomas, circularão com motorista para caso de necessidade, mais um técnico monitorando dados de desempenho. Dessa forma, a ideia é de que tudo fique pronto no final de 2018. Mas há possibilidade de atraso.

Outros projetos

Do futurístico iPhone dos automóveis do Projeto Titan do início a uma Van VW há uma grande diferença. E não há nenhuma informação de como o projeto continua depois que as T6 estiveram prontas e rodando.

Praticamente todas as montadoras de automóveis do mundo têm seus projetos de carros autônomos. Eles são uma espécie de consenso sobre o futuro do transporte sobre rodas. Mas as empresas de tecnologia, que foram pioneiras no campo, estão num momento mais controverso.

Enquanto a Apple se acertou com a Volkswagen, o Google já mudou de rota há algum tempo. Terceirizou seu projeto para a Waymo, empresa do próprio grupo. O Google tirou sua marca da iniciativa, mas é a Waymo quem está mais avançada. A empresa anunciou um acordo com a Fiat-Chrysler para a compra de 62 mil minivans Chrysler Pacifica Hybrid. Com os carros, a Waymo irá iniciar, até o final do ano, um serviço de aluguel de veículos autônomos. As minivans serão operadas por meio de um smartphone.

Apple faz parceria com Volkswagen.

A Chrysler Pacifica Hybrid.

Apple faz parceria com Volkswagen.

E como ela fica na versão da Waymo.

A Fiat-Chrysler não será apenas fornecedora dos veículos, mas também parceira técnica da Waymo no processo. E os conhecimentos sobre inteligência artificial utilizados no projeto serão de acesso livre para ambas as partes. Aliás, a Waymo parece ser a empresa de tecnologia melhor sucedida na área até agora.

A Uber, que tinha grande projeto de carros autônomos, abandonou os testes na Califórnia e Arizona depois deles provocarem acidentes. Na prática, isso significa uma desistência do projeto. Até a Tesla, fabricante de carros elétricos com modo de direção semiautônomo, teve culpa comprovada em acidentes. Isso nunca aconteceu com carros da Waymo.

Você se interessa por carros autônomos? O conceito de ser conduzido por um deles realmente impressiona, não é mesmo? Então, leia também o texto do Vivo Tech Corrida dos carros autônomos: quem está na frente?

Veja mais sobre
automobilismoesporte
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email