5G: como a evolução da internet móvel vai mudar a sua vida

Nova tecnologia oferece banda muito mais larga, e isso reflete em 40 vezes mais velocidade.

12/03/2018 às 11:52

Um upgrade sem precedentes do atual 4G, utilizado, hoje, por todas as operadoras está a caminho. Prepare-se para muito mais velocidade! O 5G é o assunto do momento – principalmente passado o Mobile World Congress – e essa evolução da internet móvel implica em grandes mudanças.

Os testes avançam e o uso comercial deve começar em 2019. Já para os brasileiros, ao que tudo indica, a internet 5G chegará entre 2020 e 2023. No Brasil, o ambiente é mais propício para adoção da nova tecnologia do que no restante da América Latina. Isso porque a TV analógica por aqui foi desligada, liberando banda para a comunicação via telefonia móvel.

E essa evolução da internet móvel é realmente estratégica. O 5G cria uma rede de transmissão de dados ágil e adaptada às diferentes necessidades dos cidadãos e da economia. Nos próximos dez anos, redes Wi-Fi lidarão com até 10 mil vezes mais tráfego de dados do que em 2010.

Internet 5G = 40 vezes mais velocidade

Tecnicamente, o objetivo da internet 5G é entregar velocidade de até 1GB, com uma latência menor que 10ms (milissegundos). Para se entender melhor: latência, também conhecida como lag ou ping, é o tempo que um dado demora para ir ao seu destino e retornar. Atualmente, a conexão 4G tem, em média, 100ms, com velocidade de 50 megas.

Traduzindo: o 5G poderá significar velocidades até 40 vezes maiores. Esse aumento de banda é fundamental para a oferta de novos usos para a internet móvel. Vale lembrar que a banda é como uma estrada por onde trafegam os dados digitais. Quanto mais larga a banda, mais dados circulam.

5G também implica no avanço da IoT

Sem dúvida, o MWC 2018 foi do 5G e de todas as possibilidades que essa tecnologia traz. A SK Telecom, principal operadora de telefonia móvel da Coreia do Sul, expôs um modelo de carro autônomo conectado à internet 5G. Com três sensores, radar e 11 câmeras, o veículo troca informações de trânsito em tempo real através da rede de alta velocidade. Segundo a SK, essa foi a primeira vez no mundo que a tecnologia de carros autônomos usou o 5G. O feito ajudará a indústria a evoluir para uma condução autônoma total na próxima era da internet móvel.

O chip 5G deve criar uma nova onda de consumo de smartphones, tablets, laptops, smart TVs e até dos automóveis. E isso faz a IoT (“Internet of Things”, em português Internet das Coisas) começar a se tornar cada vez mais presente. O 5G traz não somente velocidades de transmissão de dados impressionantes, como também permite que uma maior quantidade de itens (as “coisas”) sejam conectados.

Hoje, existem cerca de 7,5 bilhões de equipamentos conectados (a grande maioria de telefones celulares). Em 2021, analistas de mercado estimam que serão mais de 20 bilhões, incluindo geladeiras, televisores e carros autônomos.

Mas afinal, como tudo isso vai mudar a sua vida?

De acordo com Morgan Kurk, CTO da CommScope, o 5G tem três aplicações básicas. Antes de mais nada a melhora da banda larga reflete em soluções instantâneas, graças a essa transmissão de dados tão veloz. Já os equipamentos de IoT irão otimizar o dia a dia por reunir todos os seus dados. Você saberá para onde ir, como ir e o que fazer baseado nas informações coletadas. E tudo isso implica diretamente em mudanças positivas na sua experiência.

Sem falar que a baixa latência irá permitir um avanço significativo em relação a, por exemplo, carros autônomos e Realidade Aumentada. Este vídeo – em inglês – explica exatamente isso, como o 5G irá permitir que a sua vida conectada esteja em suas mãos.

Gostou desse conteúdo? Continue navegando no Vivo Tech para ler sobre IoT, carros autônomos e muito  mais!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá o melhor da tecnologia no seu email